Residentes promovem doação de sangue para protestar

Ato simbólico é uma forma de protestar contra o programa “Mais Médicos”

por Sérgio Viana

No final da tarde desta quarta (31) e quinta-feira (1°), médicos, residentes, docentes e estudantes de medicina farão um protesto solidário, com uma campanha de doação de sangue ao Hemocentro do Hospital das Clínicas de Botucatu, contra o programa “Mais Médicos”, do Governo Federal.

O ato é promovido pela Associação dos Médicos Residentes de Botucatu (AMRB) e é considerado uma “manifestação simbólica”, segundo Pedro Hamamoto, presidente da entidades. Todos os interessados em apoiar podem comparecer e fazer sua doação também.

Divididos entre os dois dias de manifestação, especialistas de todas as áreas médicas devem participar da doação de sangue ao hemocentro que há uma semana atrás entrou em aleta máximo, pela alta redução de seus estoques.

Em Botucatu, esse é o segundo ato contra o programa “Mais Médicos”, o primeiro foi uma passeata pelo centro da cidade (clique). Os profissionais da saúde, incitados pelas entidades médicas como o Conselho Federal de Medicina, se colocam contra algumas medidas, como a vinda de médicos estrangeiros para atuar nos rincões de pobreza do país, o aumento de 2 anos trabalhados ao SUS para a graduação em Medicina e a falta de um plano de carreira aos médicos, semelhante ao que existe no judiciário.

 

Deixe uma resposta