Espetáculo ‘Andarilho’ apresenta acrobacias, malabares e música na Praça Rubião Junior

Para todas as idades, apresentação acontece na tarde deste sábado (18)

andarilho espetaculo circo

via assessoria

A Cia da Pegada é um núcleo de pesquisa em circo que atua em São Paulo desde 2014, formada pelos artistas Flávio Falcone e Victor Abreu, e apresenta o espetáculo de circo ‘Andarilho’ em Botucatu, com malabares, acrobacia e música. A apresentação aberta e gratuita acontece na Praça Rubião Junior neste sábado (18), às 14h.

Em Andarilho, Flávio e Victor são dois viajantes que chegam numa roda de rua em uma nova praça, onde as pessoas esperam por um grande espetáculo. Através do estado do palhaço, eles interagem com o público, apresentando números que misturam música, dança, malabares e acrobacia. Inspirados nas cartas do Tarô, eles dão vida a personagens arquetípicos como o Louco, o Rei e a Morte. Transformação, magia e muita cara-de-pau fazem parte da essência desses dois palhaços loucos. Um espetáculo divertido e surpreendente feito para um público de todas as idades.

Percebendo as afinidades artísticas e avançando nos treinos de mão a mão, Flávio e Victor decidiram formar uma dupla de palhaços acrobatas. Criaram juntos os números La Traviata (2014) e O Domador e a Besta (2016); os espetáculos A Jornada do Herói (2015); O Filho Daquela Lá (2015). Andarilho é o mais recente espetáculo do grupo que foi contemplado no Edital ProAC da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo e será apresentado dia 18 de junho na Praça Rubião Junior em Botucatu com apoio da Secretaria Municipal de Cultura de Botucatu.

Flávio Falcone é palhaço e psiquiatra há mais de 12 anos. Em sua trajetória, vem utilizando o palhaço para desenvolver um trabalho de redução de danos e promoção de Saúde.

Victor Abreu é acrobata formado pela Scuola Vertigo, na Itália. Durante sua carreira, trabalhou em diversos países da Europa e da América, levando uma vida nômade de artista circense. Os dois se conheceram na Cia. de dança Silenciosas + GT’aime. A companhia, dirigida por Diogo Granato, utiliza a técnica do Improviso Cênico como linguagem, estudando elementos como dança, palhaço, parkour e acrobacia.

O diretor escolhido para acompanhar a criação é Marcelo Lujan, palhaço excêntrico musical. Ambos os artistas fizeram parte do espetáculo Na Estrada, do Circo Amarillo, onde Marcelo é diretor. A dupla tem afinidade artística pela linguagem utilizada e se interessou em aprofundar o conhecimento nessa área.

A dupla acredita que o Circo é uma entidade histórica, enraizada no inconsciente das pessoas. Representa a fuga de um mundo árduo e injusto, num universo de sonhos, onde tudo é possível. É a partir dessa crença que eles revisitam arquétipos humanos, buscando influenciar o público a aceitar o ridículo de tudo e encarar a vida de uma forma mais leve.

Agenda

Espetáculo ‘Andarilho’ – Cia. da Pegada

Na Praça Rubião Junior – Centro de Botucatu, em frente à Catedral de Sant’Ana

Às 14 horas

Gratuito

Deixe uma resposta