Respeito aos compromissos

É na construção de um plano de governo que as correntes ideológicas se manifestam

por João Cury

Um dia, o líder sul-africano Nelson Mandela escreveu: “Devemos promover a coragem onde há medo, promover o acordo onde existe conflito, e inspirar esperança onde há desespero”. Coragem, conciliação e esperança são atributos indispensáveis a qualquer bom governo. Mas de nada valerão as boas intenções e a cordialidade se a administração revelar-se fraca, inoperante ou tornar-se resultado da vontade de meia dúzia de iluminados.

João Cury - Prefeito de Botucatu

João Cury – Prefeito de Botucatu

Grande parte do sucesso das ações que marcaram esses quase oito anos em que estamos a frente da Prefeitura de Botucatu se deve a convicção de que o gestor público precisa estar com os ouvidos e o coração sempre abertos a escutar e acolher as contribuições vindas das mais diferentes camadas da sociedade e, ao assumi-las como compromissos, trabalhar no limite de sua competência para transformá-las em realizações.

É incontestável que uma das marcas de nosso governo sempre foi o respeito à vontade popular. Aquela que representa a aspiração coletiva, o entendimento da maioria. E ao identificá-las como legítimas e factíveis, nos dedicamos integralmente à tarefa de criar as condições para que fossem transformadas em ações práticas, de modo a contribuir para melhoria da condição de vida de nosso povo.

Mais do que mero discurso, essa é uma realidade facilmente comprovada por qualquer pessoa que se dispuser a examinar as centenas de compromissos que pactuamos com a população e passaram a integrar o programa de governo que nos conduziu à reeleição em 2012. Faltando poucos meses para o fim de nosso segundo mandato, quase 90% deles foram cumpridos.

Esse documento formulado por várias mãos, partidos, sociedade civil, lideranças comunitárias, membros da universidade, dos setores produtivos, de sindicatos e entidades de classe, das igrejas foi um grande pacto que norteou nossas ações e procuramos seguir em respeito àqueles que participaram de sua construção. E também por respeito à população que nos elegeu e gostaria que os compromissos assumidos fossem cumpridos.

É na construção de um plano de governo que as correntes ideológicas se manifestam, que os princípios programáticos dos partidos são colocados e dessa rica discussão se extrai um denominador comum que deve ser respeitado por aqueles que assumirão a tarefa de executar o plano apresentado. Essa foi nossa conduta, tendo o olhar atento de nossa equipe para as transformações vivenciadas por uma cidade que experimentou nos últimos anos um ciclo de desenvolvimento e prosperidade que a reconduziu ao papel de líder regional.

Em todas as áreas avançamos muito. Na estrutura de saúde, na qualidade da educação, na geração de empregos e oportunidades, nas parcerias com o terceiro setor, na participação popular, no respeito ao meio ambiente, na promoção social, na oferta de espaços voltados ao lazer e à atividade física, no desenvolvimento do turismo, no incentivo à cultura, na qualificação profissional, na oferta de moradias.

Os resultados são muito positivos porque representam a expressão da vontade e da necessidade da nossa gente. A administração pública séria, competente e realizadora precisa respirar democracia, não pode prescindir do diálogo e empenhar-se na construção de pontes para conciliação de legítimos interesses. Não podemos abrir espaço para o improviso ou surpresas desagradáveis. Ao contrário. O respeito à vontade coletiva gera segurança, responsabilidade e condições objetivas da população cobrar dos gestores o cumprimento de metas e compromissos.

Botucatu é uma cidade muito diferente daquela que encontramos em 2009, quando iniciamos nosso primeiro mandato. Os desafios hoje são outros. É preciso aprimorar as conquistas que o poder público e o conjunto da sociedade alcançaram com muito esforço e trabalho. A partir de 2017, é preciso inaugurar um novo ciclo de desenvolvimento, com propostas que nasçam do diálogo franco com os botucatuenses que acreditam nossa terra sempre merecerá mais e estão dispostos a construir mais um período de prosperidade e realizações.

*João Cury Neto (PSDB) é prefeito de Botucatu e presidente do PSDB local.

**Os artigos assinados por colunistas não traduzem necessariamente a opinião do Notícias.Botucatu.

Deixe uma resposta