Democracia começa dentro dos partidos

A política partidária é importante sim, porque é através dela que são tomadas as decisões que podem mudar os rumos de nossas vidas

por José Everaldo da Rocha*

Contrariando a tradição da política brasileira, um partido chama seus filiados a debater seu futuro e escolher seus dirigentes. Mais de 290 mil atendem ao chamado e sem serem obrigados, vão às urnas em quase 4 mil municípios em todo o país após intenso processo de debates.

No dia 09 de abril, 290.124 filiados ao Partido dos Trabalhadores em 3.315 municípios foram as urnas, para participar do PED (processo de eleições diretas). Pela 6.ª vez, os filiados elegeram através do voto direto seus dirigentes em nível municipal e regional. Também elegeram as chapas de delegados que irão representar o partido no VI Congresso Nacional (etapa estadual). 

José Everaldo da Rocha é metalúrgico e presidente reeleito do Partido dos Trabalhadores de Botucatu

José Everaldo da Rocha é metalúrgico e presidente reeleito do Partido dos Trabalhadores de Botucatu

Foram eleitos os Presidentes e Diretórios do PT em 2.740 municípios e também as delegações aos 27 Congressos Estaduais

Em Botucatu, pela primeira vez desde quando iniciou esse processo de eleições diretas, o partido teve candidato único a presidente e chapa única ao diretório municipal, ou seja, sem disputa. Isso demonstra que o PT Botucatu, construiu uma unidade que começou na campanha eleitoral de 2016 e isso é muito bom para o partido. Unidade não significa a ausência de debates, muito pelo contrário, temos muitos debates acalorados. Unidade não significa que não tenhamos pensamentos e posições diferentes. Temos sim. Mas na democracia, todos devem respeitar a opinião de cada um, todos acatam a decisão da maioria e trabalham para o objetivo e metas traçadas.

Outro ponto em nossa democracia interna é a obrigatoriedade de paridade de gênero, sendo 50% mulheres e 50% homens. Também temos como obrigatório 20% de cota geracional (jovens até 29 anos) e 14% de cota racial (negro ou índio) em todas as instâncias de direção partidária.

Uma votação bem próxima de 300 mil foi uma demonstração de força, uma resposta da militância àqueles que nos atacam e tentam diminuir o PT. É o PT produzindo política e cada vez mais próxima da população para discutir o futuro dos municípios, estados e do país.

Esse mesmo partido e sua principal liderança são perseguidos pela grande mídia em estreita colaboração com o aparato do Estado e, contra todos os prognósticos, começa a retomar a confiança do povo para reassumir seu papel histórico.

Terei a honra de continuar conduzindo, junto com o novo diretório e toda a nossa militância os rumos do PT em Botucatu, pelos próximos 2 anos. Honra e desafio! Desafio em uma época de criminalização e negação da política, de mostrar que somos diferentes. Mostrar à nossa população que a política partidária é importante sim, porque é através dela que são tomadas as decisões que podem mudar os rumos de nossas vidas. E isto fica bem claro quando comparamos os governos dos diferentes partidos. É só olharmos para as ações que o governo golpista ilegítimo que conduz o nosso país, quer fazer com os trabalhadores, através das reformas trabalhista e da previdência.

José Everaldo da Rocha é metalúrgico e presidente reeleito do Partido dos Trabalhadores de Botucatu

Deixe uma resposta