Semana Nacional de Museus em Botucatu será marcada por exposições e reabertura do Museu Histórico

O ponto alto será a reabertura do Museu Histórico e Pedagógico, dentro do Espaço Cultural, agendada para o dia 25

da Prefeitura de Botucatu

Botucatu concentrará uma série de atividades na 15ª Semana Nacional de Museus, que acontece de 15 a 21 de maio, cujo tema é “Museus e Histórias Controversas: Dizer o Indizível em Museus”. Mas no Município, elas se estenderão até o dia 28 deste mês, compondo assim a Virada Cultural Paulista. Tudo de graça.

O ponto alto será a reabertura do Museu Histórico e Pedagógico – “Francisco Blasi”, dentro do Espaço Cultural – “Dr. Antonio Gabriel Marão”, agendada para o dia 25 deste mês, às 19h30. Na oportunidade haverá o início das exposições “Histórias a Respeitar” e “Gabinete de Curiosidades – Acervo do MuHP”, ambas compostas por objetos e documentos do museu.

O museu, que está sem atividades de exposições desde 2001, atualmente possui oficialmente um acervo com 13.867 peças, composto por: objetos, jornais, revistas, documentos, discos, filmes, moedas, cédulas e fotografias. A oficialização da doação dos bens do Museu, do Estado ao Município, ocorreu em audiência pública na Câmara Municipal, em 2016.

EspacoCultural

Mais informações
Secretaria Municipal de Cultura
Espaço Cultural – “Dr. Antonio Gabriel Marão”
Avenida Dom Lucio, 755 – Centro
(14) 3882-0133 / 3882-1489
[email protected]

PROGRAMAÇÃO

REABERTURA DO MUSEU HISTÓRIO
Data: 25 de maio
Horário: 19h30
Local: Espaço Cultural – “Dr. Antonio Gabriel Marão”

Histórias a Respeitar
O MuHP, em sua reabertura, apresenta à população a exposição de documentos históricos que denominam ruas, praças e escolas de Botucatu com nomes de mulheres.A exposição propõe aos visitantes diversas reflexões sobre a história da Cidade e a sua própria história.

Por meio de uma “interatividade analógica”, visitantes terão a oportunidade de registrar suas histórias, lembranças, apontamentos, reflexões e impressões utilizando uma máquina de escrever do próprio acervo do MuHP, restaurada para esse fim. A trilha sonora, em discos de vinil que também fazem parte do acervo, é escolhida pelos(as) visitantes.

Gabinete de Curiosidades
O Museu Histórico e Pedagógico conta a história de Botucatu e tantas outras por meio de seu acervo. Muitas pessoas lembram do Museu Histórico quando de sua localização na Rua João Passos, na Rua Costa Leite, no saguão do Teatro Municipal e na Rua Monsenhor Ferrari, quando ocorreu sua última exposição, em 1991.

Nos moldes de suas estruturas expositivas originais, com uma repaginação cuidadosa para que a memória do antigo museu seja revivida, apresenta-se a exposição “Gabinete de Curiosidades – Acervo do MuHP”.
TODOS PODEM SER FRIDA
A partir de segunda-feira (15), tem início a exposição “Todos Podem Ser Frida”. Até o dia 28 de maio, sempre das 8 às 17 horas, haverá um painel florido no Espaço Cultural “Dr. Antonio Gabriel Marão”, que poderá ser utilizado pelos visitantes para registro fotográfico como “selfies”. Já nos dias 27 e 28 haverá sessões fotográficas do público caracterizado como a artista Frida Khalo. A intervenção será realizada pela fotógrafa e artista plástica autora da exposição, Camila Fontenele.

Por meio de modelos masculinos caracterizados como a artista mexicana, a fotógrafa Camila Fontenele de Miranda, idealizadora do projeto, captura as conexões existentes entre arte, identidade de gênero e comportamento social, uma referência à própria história de vida da pintora e seus autorretratos reconhecidos pela inversão de papéis.

Todos Podem Ser Frida ainda conta com uma intervenção fotográfica, permitindo que o visitante se transforme na própria Frida. Para os(as) interessados(as) em participar, a intervenção ocorrerá no MuHP nos dias 27 e 28 de maio, das 14 às 17 horas. Na ocasião, será preciso assinar um termo de cessão de uso de imagem e menores de 18 anos deverão estar acompanhados dos responsáveis para seu preenchimento.

Todos podem ser Frida é uma exposição itinerante do Museu da Diversidade Sexual e vem à Botucatu por intermédio da APAA – Associação Paulista dos Amigos da Arte.

INTOLERÂNCIAS
Na quarta-feira (17), das 10 às 16 horas, o Cine Janelas do Espaço Cultural recebe o encontro intitulado “Intolerâncias”, que abordará a questão do respeito pelo ser humano com um todo, em suas realidades e escolhas. Arnaldo Machado, psiquiatra e compositor de Botucatu fala sobre temas essenciais ao ser humano como convívio saudável e fraterno, respeitando as realidades e as opções individuais e coletivas.

A atividade contempla uma palestra e vídeo exibições do teaser “Gay Curado”, interpretando Dr Fritz, um médico alemão que inventa a “cura” para a homossexualidade com transplante de cérebros. O vídeo trata o tema da homofobia de modo divertido e irônico, porém com reflexões profundas. Também será exibido o vídeo “Negros e Índios Desalmados”, sobre a intolerância à população negra e indígena.

A ESQUINA DE MONALISA
Na quinta-feira (18), às 10 horas, o Cine Janelas volta a ser lugar para um novo encontro, desta vez para o debate sobre o livro e documentário “A Esquina de Monalisa”, de autoria de Rodrigo Casali. Nesse evento homônimo, o autor exibirá a vídeo produção com posterior bate papo sobre o projeto e suas impressões.

A partir de observações cotidianas, A Esquina de Monalisa apresenta cinco histórias de vida de travestis de Botucatu que ocupam lugares muito singulares na sociedade atual.
O livro-documentário foi produzido com apoio do ProAC – Programa de Ações Culturais da Secretaria de Estado da Cultura.

PEDRAS SÃO PRECIOSAS
Na sexta-feira (19), às 19h30, na Galeria Fórum das Artes [Av. Dom Lucio, nº29 – Centro] está marcada abertura da exposição “Pedras são Preciosas”, de Elisete Alvarenga. Fazem parte da exposição inúmeras fotografias que compõem o arquivo imagético da artista, assim como pedras coletadas e torrões de terra que servem como pigmento das suas pinturas. A exposição seguirá até 20 de agosto, sempre de terça a sábado, das 9 às 17 horas, com entrada gratuita.
MUSEU DE MINERALOGIA
O Museu de Mineralogia Aitiara (Muma) também promoverá atividades dentro da Semana Nacional de Museus. De 17 a 19 de maio, sempre às 17 horas, o Muma promoverá a contação de história “Arte no Limite Humano”, na qual aborda como Erich Blaich suportou os horrores da Segunda Guerra Mundial buscando conforto na arte ao desenhar em papel higiênico e esculpindo com gilete. A intervenção é conduzida pelas atrizes Juliana Balsalobre e Marina Quinan.

No dia 20, das 15h30, às 18h30, em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura, o Muma organizará no Espaço Cultural uma mesa redonda com o tema “Proteção das Águas, Opção pela Vida”. O encontro terá a participação do prefeito de Botucatu, Mário Pardini; secretário municipal do Verde e membro da ONG SOS Cuesta, Márcio Piedade Vieira (Caco); além de José Paulo J. M. Netto, geólogo e presidente da Associação Brasileira de Águas Subterrâneas; e Antonio Theodorovicz, geólogo do Serviço Geológico do Brasil.

Por fim, no dia 21 deste mês, em parceria com a empresa Quinta Palavra, o Museu de Mineralogia promoverá o concurso de poesia “Arte no Limite Humano”, aberto ao público adolescente e adulto.

O Museu de Mineralogia Aitiara está localizado na Rodovia Gastão dal Farra, km 4, no bairro da Demétria. Mais informações pelo telefone(14) 3882-0588, e-mail [[email protected]], e fanpage no Facebook [museudemineralogia.aitiara].

Deixe uma resposta

Sobre Flavio Fogueral