Quiprocó Bar

Brasileirão: Palmeiras e São Paulo jogam por regularidade

Em comum entre os rivais, o retorno de jogadores selecionáveis e a necessidade de maior regularidade

da Federação Paulista de Futebol

Palmeiras e São Paulo encerram neste domingo, às 16h, a participação dos paulistas na oitava rodada do Campeonato Brasileiro. Em casa, o tricolor paulista recebe o Atlético Mineiro, enquanto o Palmeiras viaja até Salvador para enfrentar o Bahia. Em comum entre os rivais, o retorno de jogadores selecionáveis e a necessidade de maior regularidade.

Sétimo colocado com dez pontos, o São Paulo recebe o Atlético Mineiro no estádio do Morumbi, onde tem aproveitamento máximo nesta edição do Campeonato Brasileiro. Vindo da conquista do primeiro ponto fora de casa na última rodada, quando empatou sem gols com o Sport, o técnico Rogério Ceni entende ser fundamental para sua equipe manter essa regularidade em seus domínios.

“Será um jogo fundamental. Nosso aproveitamento fora de casa é muito baixo, menos de 10%. Por isso, não podemos perder 100% em casa”, declarou o treinador que deverá ter o retorno do zagueiro Rodrigo Caio, que estava com a seleção brasileira e do meia Cueva, que servia ao selecionado peruano.

Ceni: Será um jogo fundamental. Nosso aproveitamento fora de casa é muito baixo, menos de 10%”

Também voltam os laterais Bruno e Buffarini, além do volante Thiago Mendes e o meia Maicosuel, estarão à disposição de Ceni que deve montar o São Paulo com Renan Ribeiro; Bruno, Maicon, Rodrigo Caio e Júnior Tavares; Eder Militão (Thiago Mendes), Jucilei, Cueva e Maicosuel (Wellington Nem); Gilberto (Marcinho ou Denilson) e Lucas Pratto.

Adversário tricolor nesta tarde, o Atlético Mineiro decepciona ao estar na zona de rebaixamento da competição após sete rodadas. Cotado como um dos favoritos ao título, o time somou apenas seis pontos neste período.

Com Cazares de volta e Felipe Santana mantido na equipe, o Atlético deve ter Victor; Alex Silva, Leonardo Silva, Felipe Santana e Fábio Santos; Yago, Rafael Carioca, Elias e Cazares; Robinho e Fred.

Regularidade pelo bi
Também cotado como favorito ao título após reforçar muito o elenco campeão brasileiro do ano passado, o Palmeiras patina neste início de competição e está apenas na 15ª posição, já 12 pontos atrás do líder, o arquirrival Corinthians. Diante do Bahia, na Fonte Nova, às 16h deste domingo, o time de Cuca tem a oportunidade de reiniciar a caminhada pela disputa do bicampeonato.

Para ajudar o alviverde nessa dura missão, o treinador poderá contar com os retornos do zagueiro Yerri Mina e do atacante Borja, que estavam defendendo a seleção colombiana. Um dos líderes do grupo desde o título nacional do ano passado, o zagueiro Edu Dracena quer mais regularidade, mas, segundo ele, não há duvidas de que a equipe vai crescer na competição.

“O que me dá a certeza de melhora é o dia a dia do trabalho, a qualidade dos jogadores e o nosso histórico. Tem jogadores vitoriosos aqui dentro, já mostraram isso. Ninguém gostaria de passar por uma instabilidade no Brasileiro, gostaríamos de ser mais regulares”, garantiu.

Com os colombianos de volta, o técnico Cuca deve montar o Palmeiras com Fernando Prass; Mayke (Jean), Mina, Edu Dracena e Juninho; Thiago Santos, Tchê Tchê e Guerra; Roger Guedes, Willian e Borja (Zé Roberto).

Sexto colocado num início considerado muito bom, o Bahia vem de dois jogos sem vencer e continuar essa sequência ruim pode significar queda vertiginosa na tabela de classificação, já que poderia ser ultrapassado pelo próprio Palmeiras, atualmente em 15º.

Para evitar mais um revés, Jorginho que não poderá contar com os titulares Edson e Allione, deve escalar o Bahia com Jean; Eduardo, Tiago, Lucas Fonseca e Matheus Reis; Juninho, Renê Júnior, Zé Rafael, Vinícius e Mendoza; Edigar Junio.

Faça seu comentário sobre esta Notícia: