João Bosco é eleito prefeito de Itatinga

Prefeito eleito em Itatinga obteve 55,29% da preferência dos eleitores, conquistando 5.706 votos

por Flávio Fogueral

João Bosco Borges (DEM) é o novo prefeito de Itatinga. Após oito meses de indefinição política, a eleição suplementar realizada no município neste domingo, 2, levou quase 14 mil itatinguenses para as urnas. O novo chefe do Executivo recebeu 5.706 votos válidos (55,29%) contra 3.753- 36,36%- das intenções do prefeito em exercício, o vereador Geraldo (PSDB). A totalidade de apuração das 41 urnas ocorreu às 17h45.

João Bosco tem 51 anos e é empresário. Concorreu na eleição de 2016 obtendo 2777 votos (44,55%) da preferência. O prefeito eleito tem como vice Biguá e encabeçava a coligação do Democratas e teve apoio do PT, PMDB, PTB e PRB.  Estavam inscritos 13.939 eleitores para esta nova eleição suplementar, com 10.922 comparecimentos (78,36%) e 3.017 abstenções.

Nesta eleição suplementar concorreram quatro candidatos. Além de João Bosco (DEM) e Geraldo (PSDB), ainda concorreram Diego Batista(PSC) e Jeremias (PSB), que obtiveram 671 e 191 votos, respectivamente. Foram 227 votos em branco e 374 nulos.

A diplomação e posse do novo prefeito ocorrem no dia 4 de agosto, às 14 e 20 horas. João Bosco terá mandato até 31 de dezembro de 2020.

Justificativa Eleitoral

Para esta eleição suplementar não houve a instalação de mesas receptoras para a justificativa de voto. Por isso, quem perdeu a votação poderá justificar a ausência até 60 (sessenta) dias, por meio de requerimento formulado perante a zona eleitoral em que se encontrar, a qual providenciará sua remessa ao juízo competente.

Por que da nova eleição?

O motivo da nova eleição foi o indeferimento em definitivo, pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), do registro de candidatura do prefeito eleito, Ailton Faria (PSDB), nas eleições de 2016. O registro de Ailton foi indeferido por rejeição das contas públicas, referentes aos exercícios de 2011 e 2012, em sua gestão como prefeito de Itatinga. O prefeito eleito concorreu ao cargo com o registro indeferido na zona eleitoral e sob apreciação de recurso pelos órgãos superiores. Ele foi eleito com a maioria dos votos válidos (4.583).

Deixe uma resposta