PT empossa diretório municipal nesta quarta (26); evento terá presença do deputado federal Arlindo Chinaglia

Parlamentar visitou Botucatu pela última vez em 2015, antes do turbilhão político que afetou diretamente o PT

por Flávio Fogueral

O deputado federal Arlindo Chinaglia visitará Botucatu nesta quarta-feira, 26, para a posse do novo Diretório e Executiva do Partido dos Trabalhadores no município. A solenidade está marcada para às 18h30 horas, na sede do partido, na Rua João Passos, 2193, e é aberta a filiados, militantes e população em geral.

O novo diretório municipal do partido terá Everaldo Rocha reeleito para a presidência da legenda para mandato de quatro anos. Candidato único, teve seu nome referendado durante votação com filiados realizada em abril. No evento desta quarta-feira (26) ainda serão anunciados os membros da Executiva Municipal, Comissão de Ética e Conselho Fiscal, além da vice-presidência do partido.

Everaldo Rocha foi reeleito para o cargo em abril

Rocha enfrentou um dos momentos mais delicados do PT nos últimos anos com debandada de filiados, reflexo direto da crise de imagem em âmbito nacional. Isso refletiu diretamente no desempenhos dos candidatos petistas nas eleições municipais do ano passado, onde nenhum vereador foi eleito pelo partido em Botucatu.

Crise de imagem, eleições presidenciais de 2018, Operação Lava-Jato, Lula condenado por corrupção passiva, reformas na economia e cenários pós-impeachment de Dilma. Todos estes assuntos entrarão na pauta da visita de Arlindo Chinaglia a Botucatu.  Na oportunidade, o parlamentar também fará explanação da atuação do PT como oposição ao governo Michel Temer (PMDB). 

Chinaglia, que foi presidente da Câmara dos Deputados no segundo governo Lula (2007-2009), esteve na cidade em 2015. Na rápida visita, falou com filiados sobre o início da crise de imagem do partido, a necessidade de reaproximação com as bases eleitorais, movimentos sociais e de representação de classe. Ainda em 2015, o deputado disputaria com Eduardo Cunha (PMDB) a presidência da Câmara dos Deputados. Obteve 136 votos sendo derrotado pelo peemedebista, que teve 267.

Um ano depois, o cenário político nacional mudaria: Dilma Rousseff fora deposta do cargo de presidenta e, meses depois, Eduardo Cunha perdia a presidência da Câmara, teve o mandato cassado e, por fim, preso, acusado de corrupção.

Everaldo Rocha enfrentou mandato turbulento: crises de imagem e saída de filiados

Durante o mandato de Everaldo, o PT local sentiu diretamente as turbulências da crise de imagem que a sigla enfrentou nos últimos anos com casos de corrupção, a Operação Lava-Jato e o impeachment da ex-presidenta Dilma Rousseff. Isso fez com que o partido encolhesse e fosse alvo de críticas e de baixa votação.

Em 2012, após a derrota de Mário Ielo, então pelo PT, nas eleições para prefeito, vários de seus filiados históricos deixaram a legenda. Com três vereadores eleitos naquela eleição- Lelo Pagani, Rose Ielo e Carlos Trigo-, o partido viu cada parlamentar procurar nova casa.

O primeiro foi Lelo Pagani, que em fevereiro de 2015 anunciou a saída para fundar a Rede Sustentabilidade. Nas eleições de 2016, Pagani foi candidato a vice-prefeito na chapa com o ex-vereador Reinaldinho (PR). Na sequência ocorrem as desfiliações do próprio Mário Ielo e, semanas depois, da esposa e vereadora Rose Ielo. O destino de ambos foi o PDT. O mesmo caminho seguiu Carlos Trigo, em março de 2016.

Sem os antigos ‘medalhões’ o partido decidiu seguir sozinho nas eleições do ano passado. Lançou o jornalista Érick Facioli como candidato a prefeito. Obteve 1.495 votos, ou seja, 2,23% do total. Foi a menor votação em décadas do partido, que sempre lançou postulantes ao Executivo local. No quadro de vereadores, a legenda teve sua maior votação com Nara Rubio, que teve 464 votos, não sendo eleita.

Componentes da Chapa Unidade Petista, respeitando cotas de gêneros, etnias e jovens.

Diretório – Gênero masculino

Carlos Cesar Ramos
Edson Francisco Trindade
Érick Facioli
Flavio da Silva
Gabriel de Oliveira Santos
Humberto Luiz Bellinetti
Jorge Alcides Boaro Júnior
José Antonio Pessoa
Lourivaldo Bezerra da Silva
Lucas Yanagizawa Paes de Almeida Nogueira Pinto
Marco Antonio Novaes
Ricardo Barbosa Alves
Ricardo Monteiro Athias
Wadilson de Oliveira Filho
Walney Antonio Jorge
Ricardo Vieira Pinto

Comissão e Ética

Adauto Pereira de Oliveira
Joacás Pinheiro Salles Júnior
João Fernando de Campos
Luiz Carlos Rúbio
Valdemar Pereira de Pinho
Carlos Evaldo Linder

Conselho Fiscal

Alcir José Gonçalves
Anthemo Roberto Feliciano
Carlos Roberto Rosa Garcia
José Roberto Rúbio Mira
Arnaldo de Mesquita Sampaio

Diretório – Mulheres

Cátia Regina Branco da Fonseca
Conceição Aparecida Canavarro
Dinah Borges de Almeida
Dora Martins dos Santos
Elaine Aparecida Sanches Bastazini
Isabel Cristina Pedro
Leilliani Cristina Costa Garajau
Mara Neves Pires Correa
Marcele Janaina Sganzerla Pinto
Maria Caroline Tavares
Maria Luiza Neris Luiz Caldas
Nara Silva Rúbio
Regina Littério de Bastos Ferrari
Remédios Mira Fernandes da silva
Rosana Aparecida Bicudo da Silva
Nora Jane Santos Silva

Comissão de Ètica

Josiane Franco Vieira
Ana Teresa de Abreu Ramos Cerqueira
Ângela Lúcia Arroyos Morato da Silva
Maria do Socorro Figueiredo Silva Rúbio
Cristina Fernandes da Silva
Emilia Dota

Conselho Fiscal

Bárbara Fabíola Fernandes
Luana Carandina
Maria Inez Stringheta de Souza
Maria Isabel Francisco Rúbio
Rosângela Maria Giarola

Deixe uma resposta

Sobre Flavio Fogueral