Avaré: primeira clínica integrada de saúde é inaugurada pelo governador

As clínicas do tipo UBS são consideradas as portas de entrada do SUS, e têm capacidade de realizar, em média, cerca de 1,8 mil atendimentos por mês

do Governo de SP

As primeiras clínicas do programa “Saúde em Ação” foram entregues nesta segunda-feira (18), pelo governador Geraldo Alckmin. As unidades são as pioneiras de uma parceria inédita com o BID, o Banco Interamericano de Desenvolvimento.

“Nós estamos entregando as duas primeiras UBSs novinhas, as de Avarés e Paranapanema. São 16 ao todo, além de um Caps e um AME. Esta UBS também está em um novo modelo, com três consultórios, salas de vacina, farmácia, curativo e repouso, além de sala de aula, para o aperfeiçoamento dos profissionais. A unidade é toda equipada e informatizada pelo Estado e começará a funcionar com prontuário eletrônico”, comentou o governador ao entregar os equipamentos para a população.

As novas clínicas (Unidades Básicas de Saúde) ficam nos municípios de Avaré e Paranapanema, na região do Vale do Jurumirim. As duas obras entregues fazem parte de um lote de 16 unidades para a região, com investimento total de R$ 42 milhões, incluindo a construção e os novos equipamentos.

Foram investidos R$ 2,4 milhões na UBS Roberto Mazzitelli Felisberto, em Avaré, e outros R$ 2,4 milhões na unidade Centro, em Paranapanema.  As clínicas do tipo UBS são consideradas as portas de entrada do SUS, e têm capacidade de realizar, em média, cerca de 1,8 mil atendimentos por mês, entre consultas médicas e odontológicas.

Além das consultas, os pacientes também poderão receber vacinas, curativos e inalações, além de coletar sangue para exames laboratoriais. Também haverá ações de promoção e prevenção da saúde. As novas unidades contarão com equipes capacitadas para realizarem atendimento humanizado.

O Governador Geraldo Alckmin, entrega UBS “Mário Banwartt” Residencial Mário Emilio Banwart (Estrada Vicinal, 359) Avaré – SP. DATA 18/12/2017. LOCAL: Avaré/SP. FOTO: Diogo Moreira

No total, serão 165 obras de clínicas do tipo UBS e Caps (Centros de Atenção Psicossociais), sendo que o programa prevê a construção de outros serviços, a exemplo dos hospitais regionais do Vale do Ribeira e do Litoral Norte. Campinas e Itapeva são as outras duas regiões beneficiadas pelo “Saúde em Ação”.

A parceria com o BID prevê obras de construção e reforma de 174 serviços de saúde em cinco regiões do Estado de São Paulo. O investimento total é de R$ 826 milhões, sendo 70% provenientes do BID e outros 30%, do tesouro estadual.

“O ‘Saúde em Ação’ é um programa ousado e inédito, que prevê o a ampliação e fortalecimento do atendimento pelo SUS no Estado de São Paulo com foco na atenção básica, que é a porta de entrada da rede pública e pode resolver cerca de 80% dos problemas de saúde mais comuns entre a população”, concluiu o secretário de Estado da Saúde de São Paulo, David Uip.

As regiões beneficiadas pelo projeto foram escolhidas pela Secretaria, após um estudo que analisou as necessidades regionais e o perfil epidemiológico de cada uma.