Últimos dias para visitação da exposição “Retratos de Família”

São fotografias clássicas de mais de 60 famílias tradicionais de Botucatu

da Prefeitura de Botucatu

Esta é a última semana da exposição “Retratos de Família”, realizada pelo Museu Histórico e Pedagógico “Francisco Blasi” (MuPH), no Espaço Cultural “Dr. Antônio Gabriel Marão”.

“Retratos de Familia” é uma reedição da exposição realizada pelo Museu de Arte Contemporânea “Itajahy Martins” (MAC) em 2006. São fotografias clássicas de mais de 60 famílias tradicionais de Botucatu, entra elas Pedutti, Laperuta, Villas Boas e Henrique Reis.

Nessa exposição, os retratos receberam novo suporte e versão digital para visitas por meio da fanpage do MuHP no Facebook. Os familiares e público em geral podem colaborar com a pesquisa, relatando nomes, fatos e curiosidades de cada foto por meio das redes sociais, onde a exposição também permanece disponível.

Outras exposições

 Além da “Retratos de Família”, o MuPH está aberto ao público com “Histórias a respeitar”, exposição interativa de documentos históricos que batizaram ruas e praças de Botucatu com nomes de mulheres. Durante a visita, o público tem a oportunidade de manusear cópias dos processos administrativos. Os visitantes também podem deixar seus depoimentos, poemas e histórias por meio de uma máquina de escrever, restaurada, do acervo do museu. Os textos permanecem expostos e farão parte do acervo do museu ao término da exposição.

Já o “Gabinete de Curiosidades” traz objetos e fotografias do acervo do MuHP apresentados de forma a relembrar o formato original de sua expografia, quando a instituição teve suas portas fechadas, dezesseis anos atrás. Nessa exposição há uma rotatividade do acervo para que o público sempre possa conhecer outras histórias e reviver mais memórias.

O MuHP também está com a exposição “Ecos da Memória”, projeto itinerante sobre o Golpe Militar de 1964. Por meio de painéis e mídia eletrônica, o público revive a memória de um dos tempos mais marcantes e sombrios da história brasileira. Já para os amantes da música raiz, o museu oferece a exposição “Lampião de gás, Bilboquê e Diabolô”, com objetos pertencentes à cantora Inezita Barroso, uma das primeiras mulheres a interpretar a música caipira no Brasil.

Serviço:

MuHP – Museu Histórico e Pedagógico Francisco Blasi
Avenida Dom Lúcio, 755 – Centro, Botucatu – SP
Telefone: (14) 3811-1480
E-mail: [email protected]
Fanpage: https://www.facebook.com/MuHPBotucatu
Entrada e estacionamento gratuitos
Horários: Segunda a quinta: das 9h00 às 18h00 / Sextas: das 9h00 às 20h00 / Sábados: das 9h00 às 17h00