Parque Marajoara recebe nebulização em combate ao Aedes

Foi neste bairro a confirmação do primeiro caso de dengue em Botucatu em 2018

da Prefeitura de Botucatu

Nesta quarta-feira, 31, agentes da Vigilância Ambiental em Saúde (VAS) realizaram a nebulização contra o mosquito Aedes aegypti, no Parque Marajoara. Foi neste bairro a confirmação do primeiro caso de dengue em Botucatu em 2018. A ação foi realizada em uma área de 200 metros quadrados, onde mora o paciente. Moradores foram orientados a esperar o serviço nas calçadas e só puderam retornar as suas residências 20 minutos após a nebulização.

“A nebulização é utilizada apenas em bairros que têm casos confirmados, porque o inseticida age para eliminar os mosquitos que estão dentro das casas. Em regiões onde não existem casos, o mais adequado é eliminar os criadouros”, explicou Rodrigo Inácio Leles, Supervisor da Vigilância Ambiental em Saúde.

Os agentes da VAS continuarão o trabalho de visita às residências nas demais regiões da Cidade, já que a Avaliação de Densidade Larvária (atividade que mede o índice de larvas nas residências) apontou que 6 em cada 100 casas têm larvas do mosquito Aedes aegypti. Cerca de 80% dos criadouros fazem parte da edificação das residências (como reservatórios de água, calhas, ralos, piscinas) ou são objetos de utilidade para os moradores (como pratos e vasos de plantas, latas e potes, bebedouros de animais e piscinas desmontáveis).

A Vigilância ainda orienta que a pessoa que apresentar sintomas clássicos de dengue como febre alta, dores de cabeça, dor no fundo dos olhos, dores musculares, cansaço, indisposição, deve procurar atendimento médico. O profissional de saúde, ao suspeitar da doença, irá notificar o fato, e as ações de combate ao mosquito serão iniciadas para se evitar a transmissão da doença.

Leia mais:

Botucatu confirma primeiro caso de dengue em 2018