Presidente do Instituto Brasileiro de Museus realiza visita técnica à Pinacoteca

Marcelo Mattos Araújo fez uma visita técnica às instalações da Pinacoteca

da Prefeitura de Botucatu

Botucatu recebeu na manhã desta quinta-feira, 8, a visita do presidente do Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM), Marcelo Mattos Araújo. Acompanhado pelo prefeito Mário Pardini, pela assessora do gabinete da Reitoria da Universidade de São Paulo, Renata Motta, pela diretora de Patrimônio Artístico da Prefeitura de Botucatu, Cláudia Bassetto e os vereadores Ednei Carreira e Dona Jamila Cury Dorini, o presidente fez uma visita técnica às instalações da Pinacoteca, que funcionará no prédio do antigo Fórum e está em fase final de reforma.

O presidente ficou surpreendido com o resultado das obras de restauração e das adequações feitas no prédio do antigo Fórum.

 “Acompanhar o começo das obras e ver esse resultado de restauro é maravilhoso. Observamos que houve um trabalho de resgate que conservou a beleza original e que ao mesmo tempo se adequou as necessidades de um museu contemporâneo. Vamos discutir junto ao Prefeito as alternativas do modelo de gestão que está sendo pensado e verificar as maneiras que o IBRAM poderá apoiar e colaborar para a abertura desse equipamento”, disse Araújo.

O IBRAM é uma autarquia vinculada ao Ministério da Cultura e será essencial no processo de definição de diretrizes técnicas e políticas para a gestão do Museu de Arte Contemporânea “Itajahy Martins” (MAC) e das ações da Pinacoteca.

“Essa visita foi muito importante para definirmos o próximo passo para a tão esperada abertura da Pinacoteca, que deve ocorrer em breve. Mesmo vivendo muitas adversidades econômicas, estamos trabalhando duro para que a inauguração desse grande prédio seja feita o quanto antes”, afirmou o Prefeito Pardini.

A Pinacoteca

A Pinacoteca de Botucatu será uma parceira da Pinacoteca do Estado, considerado um dos mais tradicionais museus de artes plásticas de São Paulo. O projeto faz parte de uma iniciativa da Secretaria de Estado da Cultura de distribuir o acervo da unidade por polos regionais do interior.

O prédio de Botucatu abrigará salas voltadas a exposições temporárias e de longa duração (pintura, gravuras, fotografias), espaços para o setor educativo, leitura, estudo, restauro, ateliês, biblioteca, recepção/bilheteria e um auditório para conferências, além de sanitários e salas para o setor administrativo. Tudo com acessibilidade adequada através de rampas e elevadores.

Um dos destaques será o Museu de Arte Contemporânea “Itajahy Martins”, que será instalado no térreo do edifício. O espaço também será aberto para atividades educativas para adultos e crianças. Botucatu será a primeira cidade do Estado a receber a Pinacoteca.