Rui Seabra é reeleito presidente da Associação Brasileira de Editores Científico

Toda a diretoria vai exercer as devidas funções entre março de 2018 e março de 2020

da Assessoria

A nova diretoria da Associação Brasileira de Editores Científicos (ABEC) foi empossada na noite desta quinta-feira, 8, em Botucatu, interior de São Paulo, cidade onde está localizada a sede da entidade. O professor Rui Seabra Ferreira Junior foi mantido como presidente.

O professor Ricardo Antunes de Azevedo será o vice-presidente; Ana Marlene Freitas de Morais, secretária-geral; Milton Shintaku, primeiro secretário; Benedito Barraviera permanece no cargo de primeiro tesoureiro e Suzana Caetano da Silva Lannes será segundo tesoureiro. O professor Sigmar Rode segue na diretoria como presidente anterior (past president).

Toda a diretoria vai exercer as devidas funções entre março de 2018 e março de 2020. Já o conselho deliberativo eleito vai atuar entre março de 2018 e março de 2022.

Em seu discurso de posse, Seabra citou dados importantes da produção e do impacto das publicações científicas brasileiras e falou de novos desafios. “O sucesso das organizações depende da adaptação, do planejamento e da execução frente às mudanças impostas por fatores internos e externos. E é neste sentido que temos liderado a ABEC, instituição responsável pela representatividade dos editores científicos do Brasil”, diz.

Milton Shintaku, Suzana Lannes, Benedito Barraviera, Ana Marlene Morais, Ricardo Antunes Azevedo e Rui Seabra Junior, membros da diretoria

O presidente também falou de parcerias e ações internacionais realizadas, além de novidades para 2018. “Participaremos em 2018 da 8ª Conferência internacional sobre calidad de revistas de ciencias sociales y humanidades em Barranquilla, Colômbia e também do CSE annual meeting 2018, nos Estados Unidos. Assim, saber atuar como um time, dividindo tarefas e trabalhando com pessoas que possuem competências diferentes é uma vantagem competitiva na gestão da ABEC”, afirma.

Seabra também citou pontos onde a atuação da Associação pode auxiliar na melhora à ciência. “Um ponto que precisamos avançar é a inserção de coautores provenientes da indústria, que atualmente responde por apenas cerca de 1% dos trabalhos de pesquisa brasileiros. O aumento da colaboração intersetorial entre a indústria nacional e a academia teria benefício econômico no desenvolvimento de fabricação de alta tecnologia, já que essa abordagem é fundamental para a estratégia de políticas científicas do governo”, diz.

Os membros da diretoria presentes, então, assinaram o termo para efetivar o novo mandato.

Depois, visitaram a sede da ABEC, no 7º andar do Boulevard Office. Muitos que visitavam pela primeira vez elogiaram o espaço aconchegante. Tiraram fotos e conversaram informalmente sobre a cidade e os planos para os próximos anos da nova diretoria.

Em seguida, também conheceram o novo escritório comercial adquirido pela associação, no mesmo empreendimento, no andar acima, que ampliará a nova sede.

Confira abaixo os nomes eleitos e suas respectivas funções.

DIRETORIA

Rui Seabra Ferreira Júnior – Presidente

Ricardo Antunes de Azevedo – Vice-presidente
Ana Marlene Freitas de Morais – Secretário-Geral
Milton Shintaku – Primeiro Secretário
Benedito Barraviera – Primeiro Tesoureiro
Suzana Caetano da Silva Lannes – Segundo Tesoureiro

O professor Sigmar Rode continuará nesta Diretoria como Presidente Anterior (Past Presidente)

CONSELHO DELIBERATIVO

Piotr Trzesniak – 1º Titular
Elisabete Werlang – 2º Titular
Bruna M. S. Erlandsson – 3º Titular
Eloísa da Conceição Príncipe de Oliveira – 4 º Titular
Elizabeth da Costa Mattos – 5º Titular
Meryt Tarcila Teixeira Zanini – 6º Titular

Andréa Ferreira Gonçalves do Nascimento – 1º Suplente
Claudia Oliveira de Moura Bueno – 2º Suplente
Marcus Vinicius Barbosa – 3º Suplente
Francisco Luciano Teixeira Filho – 4º Suplente
Luciano Gonzaga Vanderley – 5º Suplente

Sobre Flavio Fogueral