Cris Cury Ramos é nova Secretária de Cultura de Botucatu

Entre os principais desafios da nova Secretária, estão a inauguração da Pinacoteca de Botucatu

da Prefeitura de Botucatu

Botucatu já tem uma nova Secretária Municipal de Cultura. Após a saída do professor Antônio Luiz Caldas Júnior, no fim do último mês de novembro, por razões de ordem pessoal, Cristina Cury Ramos assume a pasta ainda nesta semana. O anúncio foi feito pelo Prefeito Mário Pardini na manhã desta segunda-feira, 19.

Formada em Direito na Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUCCAMP) e em Artes Cênicas na Faculdade Paulista de Artes e na Faculdade Teatro Escola Macunaíma, Cris Cury Ramos tem 46 anos e experiência na área teatral botucatuense, tanto atuando, como exercendo produção de eventos e participando de projetos sociais.

“Foi isso que me chamou a atenção para a Cris. Ela transpira cultura, vive isso no dia a dia e é uma batalhadora. Em várias conversas que tive com ela, enquanto integrante de um grupo teatral da cidade, percebi a garra com que ela tratava dos interesses desse grupo e a felicidade em participar do projeto. Sem contar que ela tem um bom relacionamento com as entidades culturais do Município. Acredito que dará continuidade ao brilhante trabalho desenvolvido pelo Professor Caldas”, cita Pardini.

Entre os principais desafios da nova Secretária, estão a inauguração da Pinacoteca de Botucatu, no prédio do antigo Fórum e a continuidade de projetos já existentes nos polos culturais da Cidade, como os Teatros Municipal e Cine Nelli, Espaço Cultural “Dr. Antônio Gabriel Marão”, Casa da Juventude, Museu de Arte Contemporânea, além do desenvolvimento de novas iniciativas.

 “Fiquei surpresa com o convite, é um desafio muito grande, mas que me faz muito motivada. Desde que fiz a opção pela cultura na minha vida, ela passou a ser a minha razão. Em Botucatu temos uma classe artística em ascensão, com muitas realizações coletivas, o que não acontecia antes. Vamos trabalhar de uma forma bastante abrangente com todas as áreas da Cultura botucatuense, valorizando nossos representantes e gerando muitos frutos”, afirma Cris Cury Ramos.

Sobre Flavio Fogueral