Associação quer implantar trem turístico usando a malha ferroviária da região de Avaré

O projeto, segundo os organizadores,  irá contemplar a restauração de 120 km de linhas de trens

do site A Bigorna

Uma associação de preservação ferroviária chamada ‘Circuito Ferroviário Vale Verde’, pretende implantar um trem turístico nos moldes da Estrada de Ferro Sorocabana, restaurando antigas locomotivas e carros de passageiros da época.

O projeto, segundo os organizadores,  irá contemplar a restauração de 120 km de linhas de trens entre as cidades de Itatinga e Bernardino de Campos, além das estações de Avaré, bem como, Reconstrução das estações de Itatinga  e Batista Botelho e restaurações das Estações de Avaré, Manduri, Cerqueira César e Bernardino de Campos.

 A entidade conta com o Apoio de outras instituições como a Sorocabana Movimento de preservação Ferroviária, Associação Brasileira de Indústria Ferroviária (ABIFER), Exército Brasileiro, através do Comando Militar do Leste do Rio de Janeiro, dentre outros Órgãos, além do apoio da própria prefeitura de Avaré.

O evento ocorrerá nos dias 06, 07 e 08 de março, das 19:30h às 22:00h na Câmara Municipal da Estância Turística de Avaré.

Haverá palestras sobre a preservação com patrimônio histórico e cultural, com a apresentação da implantação do Trem Turístico Expresso Ouro Verde Avaré -Itatinga e Avaré – Bernardino de Campos, idealizado pelo Projeto Renascer Ferroviário, do Circuito Ferroviário  Vale Verde Regional Avaré – SP que também conta com a participação de alunos da FREA de Avaré.