OPINIÃO | Você sabia que Brasília sediará o 8º Fórum Mundial da Água?

A escassez hídrica poderá tornar-se a causa da não convivência pacífica entre as nações

por Patrícia Shimabuku

Independentemente do padrão econômico, cor, idade ou sexualidade, a água é um bem finito necessário e comum a todos seres humanos. Com a escassez do recurso, o Governo não é o único a se mobilizar para enfrentar o problema e debatê-lo.

O Fórum Mundial da Água é o maior evento global sobre o tema água e é organizado pelo Conselho Mundial da Água, uma organização internacional que reúne interessados no assunto e tem como missão “promover a conscientização, construir compromissos políticos e provocar ações em temas críticos relacionados à água para facilitar a sua conservação, proteção, desenvolvimento, planejamento, gestão e uso eficiente, em todas as dimensões, com base na sustentabilidade ambiental, para o benefício de toda a vida na terra“. O evento acontece de 18 a 23 de março de 2018, em Brasília.

Organização internacional fundada em 1996, com sede permanente na cidade de Marselha, na França, o Conselho Mundial da Água é uma organização internacional que reúne cerca de 400 instituições relacionadas à temática de recursos hídricos em aproximadamente 70 países. O Conselho é composto de representantes de governos, da academia, sociedade civil, de empresas e organizações não governamentais, formando um significativo espectro de instituições relacionadas com o tema água.

O Fórum Mundial da Água contribui para o diálogo do processo decisório sobre o tema em nível global, visando o uso racional e sustentável deste recurso. Por sua abrangência política, técnica e institucional, o Fórum tem como uma de suas características principais a participação aberta e democrática de um amplo conjunto de atores de diferentes setores, traduzindo-se em um evento de grande relevância na agenda internacional.

O Fórum é organizado a cada três anos pelo Conselho Mundial da Água juntamente com o país e a cidade anfitriã. Ao todo, já ocorreram sete edições do evento em sete países de quatro continentes: África, América, Ásia e Europa.

Em 2014, a candidatura do Brasil foi selecionada, e Brasília foi escolhida como cidade-sede do evento. Desse modo, o Brasil recebe, em 2018, a 8ª edição do Fórum. Esta é a primeira vez que o evento ocorre no Hemisfério Sul. O 8° Fórum é realizado e organizado pelo Governo Federal, por meio do Ministério do Meio Ambiente, Governo do Distrito Federal e Conselho Mundial da Água, com apoio da Agência Nacional de Águas (ANA) e da Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal (Adasa).

Devido à crise hídrica, o interesse popular pelo uso da água aumentou, no entanto, a responsabilidade/uso consciente está muito longe de ser considerada. Passamos muito tempo no conforto das nossas casas, só esperando a água chegar à torneira, sem saber de onde ela vem, como é produzida e até quando estará disponível. Somente em períodos de racionamento paramos para refletir e sentimos na pele o tão quanto é a nossa dependência.

A escassez hídrica poderá tornar-se a causa da não convivência pacífica entre as nações.

Por fim, você sabe de onde vem a água que sai na torneira de sua casa? Qual a sua postura em relação ao consumo de água? Você sabe como a água é produzida na natureza? Reflita!

As informações aqui mencionadas foram retiradas do portal (http://www.worldwaterforum8.org/) do 8º Fórum Mundial da Água

Sobre Flavio Fogueral