Botucatu receberá festival de divulgação científica “Pint of Science”

A proposta é esclarecer dúvidas, apresentar pesquisas recentes nessas e em outras áreas do conhecimento

da Assessoria

O Pint of Science cresceu e Botucatu não poderia ficar de fora do festival, um dos maiores eventos de divulgação científica no mundo. A cidade participa da iniciativa pela 2ª vez. Nos dias 14, 15 e 16 de maio, quatro bares do município sediarão bate-papos com cientistas sobre temas como sono, divulgação científica, abelhas, vacinas, intersexualidade e alimentos funcionais.

A proposta é esclarecer dúvidas, apresentar pesquisas recentes nessas e em outras áreas do conhecimento e mostrar a beleza da ciência. Será uma oportunidade dos botucatuenses terem conversas descontraídas com os cientistas e entenderem melhor a dinâmica por trás das pesquisas, atrativos que fizeram sucesso nas primeiras edições do evento na cidade e que devem superar duas mil pessoas nos bares.

“Mais de duas mil pessoas passaram pelos bares em 2017. Neste ano, aumentamos o número de bares para que mais pessoas possam comparecer aos três dias de evento”, diz o Prof. Rafael Henrique Nóbrega, do Departamento de Morfologia do Instituto de Biociências (IB) da Unesp, coordenador do festival no município.

Programação

Ao todo, serão promovidas 12 conversas, distribuídas entre os bares Villa Blues, Mão na Roda, Saloon e Pizza Frita Semião.No primeiro dia, haverá bate-papos sobre a ciência por trás dos mitos, sono, intersexualidade e o misterioso sumiço das abelhas.

No dia 15, o destaque ficará por conta da discussão de astronomia, aquecimento global, divulgação científica e transgênicos. Para encerrar, haverá o debate sobre mulheres na ciência, alimentos funcionais, vacinas e física no cotidiano.“Os temas estão bem diversificados, vão desde astronomia e física até sono e abelhas”, comenta Nóbrega.

A programação completa está disponível no site pintofscience.com.br e não há necessidade de inscrição. A entrada é gratuita – paga-se apenas o que for consumido nos estabelecimentos – e não há emissão de certificado.

De Norte a Sul do Brasil

O Pint of Science nasceu em 2013, como uma iniciativa de pesquisadores da Inglaterra, e se expandiu graças a uma rede de voluntários. Neste ano, 21 países promoverão o evento de forma simultânea. No Brasil, onde o festival foi realizado pela 1ª vez em 2015, na cidade de São Carlos, o Pint of Science acontecerá em 56 municípios distribuídos pelas cinco regiões e a expectativa é de que 50 mil pessoas compareçam aos bate-papos.