Brasileirão: equipes paulistas oscilam, com destaque para Corinthians e Palmeiras

Final de semana foi marcado por goleada, críticas e balde de água fria para a equipe da baixada santista

por Christian Castilho

A segunda rodada do Campeonato Brasileiro iniciou no sábado (21)  para os paulistas e, terminou neste domingo (22). O Corinthians é líder da competição com 100% de aproveitamento, chegando aos seis pontos. Palmeiras e São Paulo dividem a quinta e sexta colocação com quatro pontos, mas a equipe alviverde leva vantagem no saldo de gols. Santos é o nono com uma vitória e uma derrota.

Santos

Os santistas foram até a Arena Fonte Nova enfrentar o Bahia no sábado (21) e, levaram um balde de água fria. A equipe comandada pelo técnico Jair Ventura teve seu primeiro revés, após vencer o Ceará por 2 a 0 na estreia. Com a derrota, o Santos estaciona nos três pontos.

O jogo não estava à favor dos alvinegros praianos. Logo nos primeiros minutos, o goleiro Vanderlei teve que trabalhar para que o Tricolor não abrisse o placar. Na segunda etapa, o empate já era uma realidade para Jair Ventura, que pedia calma para seus jogadores, mas não contava que levaria um golpe aos 49 do segundo tempo. Allione cobrou mal o escanteio, Elton desviou de cabeça e Júnior Brumado empurrou para as redes. O resultado a favor do Bahia deu os primeiros pontos a equipe de Guto Ferreira.

Corinthians

Líder e de bem com a fiel. O alvinegro foi até Curitiba enfrentar o Paraná no estádio Durival Britto, e viu uma linda festa da torcida Tricolor, que depois de anos, retornou à elite do futebol brasileiro. Sem conhecimento do adversário, os comandados de Fábio Callire aplicaram uma goleada de 4 a 0, frustrando a equipe paranaense.

Rodriguinho abriu o placar aos 25 do primeiro tempo. Sidcley, lateral-esquerdo do Corinthians, recebeu pela esquerda, bateu cruzado e o meia desviou para o fundo das redes. Minutos mais tarde, o camisa seis resolveu fazer uma jogada individual, passou pelos zagueiros e marcou o segundo.
Com os espaços no campo, Carille promoveu a entrada do botucatuense Clayson, na segunda etapa. O garoto aproveitou a chance e marcou o terceiro gol corintiano, após passe de Fagner. O quarto foi marcado por Gabriel, após assistência de Clayson. Corinthians segue 100% de aproveitamento e lidera a competição.

Palmeiras

Após ficar no empate de 1 a 1 diante o Botafogo na primeira rodada, o Palmeiras conheceu sua primeira vitória. O jogo foi realizado no Allianz Parque neste domingo (22), diante a equipe do Internacional.

Em tarde inspirada do goleiro Jaílson, que evitou a abertura do placar após fazer uma grande defesa no chute à queima roupa do volante Gabriel Dias, o time alviverde teve dificuldades para superar o adversário diante seus torcedores. Aos 39 minutos da primeira etapa, Diego Barbosa cruzou na pequena área e Dudu subiu de cabeça para marcar o gol da vitória. Porém, o meia não comemorou.

Dudu marca e não comemora o gol diante o SC Internacional (Cesar Greco-Ag Palmeiras/Divulgação)

No pós-jogo, o meia explicou porquê não comemorou o gol. Ele alega ter recebido xingamentos de alguns torcedores e se mostrou chateado com a situação.

“Todo mundo está sujeito a receber críticas. Agora ofensas a gente fica um pouco chateado. Mais chateado ainda, por virem de torcedores do meu time, time que sempre procurei defender com bastante vontade”, disse.

Ainda sobre as críticas, Dudu completou: “Mas é assim mesmo. De manhã você presta. Quando perde, você não presta, não vale nada. Mas vamos seguindo, o melhor jeito de dar felicidade ao torcedor é vencendo”.

São Paulo

A fase do Tricolor continua ruim. Se não bastasse a eliminação para o Atlético-PR pela Copa do Brasil na última quinta-feira (19), a equipe paulistana mais uma vez não conseguiu fazer um bom resultado. Com Nenê no banco e sem Jucilei, poupado, o São Paulo foi até a Arena Castelão, em Fortaleza, enfrentar o Ceará e ficou no empate de 0 a 0, na tarde deste domingo (22).

Com uma escalação diferente do último jogo e estreia de Everton, ex Flamengo, na equipe titular, Tricolor não conseguiu levar perigo ao gol adversário. O Ceará por sua vez, também não conseguiu dar trabalho ao goleiro Sidão. Na segunda etapa, Diego Aguirre insatisfeito, colocou Nenê e Régis nos lugares de Trellez e Liziero, respectivamente. O camisa 7 até tentou, mas o goleiro Éverson evitou o gol.

 

*Christian Castilho é estudante de jornalismo da Eduvale Avaré e estagiário do Notícias Botucatu.