João Cury é expulso do PSDB

Gota D’água seria a recusa em disputar a eleição a candidato federal e o apoio ao governador Márcio França, do PSB

por Flávio Fogueral

Recém-nomeado secretário de Estado da Educação, João Cury Neto sofreu um revés nesta segunda-feira, 23, ao ser expulso do PSDB. O ato ocorre após o ex-prefeito de Botucatu apoiar o governador Márcio França, que é candidato à reeleição. Além de Cury, que toma posse na quinta-feira (26), outros nomes também foram desfiliados por integrarem o atual staff estadual.

A confirmação da expulsão foi dada pelo presidente estadual da legenda, Pedro Tobias. Segundo o parlamentar, havia entendimento para que Cury disputasse uma vaga na Câmara dos Deputados, fato que foi declinado com o aceite do cargo de secretário de Estado da Educação.  “No entendimento do partido, ao tomar a decisão de não representar o PSDB para defender o governo de um adversário no pleito de outubro, Cury feriu os incisos III e V do artigo 15 do estatuto partidário, configurando “irrefutável transgressão ética”, disse.

Os convites recebidos por tucanos não têm sido bem vistos pela alta cúpula do PSDB, tendo em vista que a legenda lançou o ex-prefeito de São Paulo, João Dória, como pré-candidato a governador, concorrendo, inclusive, com Márcio França. A candidatura do atual chefe do Executivo paulista, inclusive, já tem apoio de outros partidos, como o PPS, onde seu irmão, o deputado estadual Fernando Cury é filiado.

João Cury não se manifestou sobre o assunto. A assessoria de imprensa não deu retorno quanto ao contato do Noticias Botucatu e a última postagem do político, em sua página no Facebook, data de 14 de abril, aniversário de Botucatu. Prefeito por dois mandatos (2009-2012/2013-2017), ele foi um dos nomes mais representativos do PSDB no interior paulista tendo, inclusive, coordenado pela região, a campanha do senador Aécio Neves nas eleições presidenciais de 2014. O secretário da Educação, inclusive, foi presidente do Diretório Municipal da legenda.

Diretório Municipal não se pronuncia

A notícia da saída de João Cury do PSDB era esperada nos bastidores. Muitos tucanos botucatuenses afirmavam que havia o convite para ingressar em outra legenda. Mas a desfiliação, como foi conduzida, surpreendeu. O presidente do Diretório Municipal do PSDB, André Rogério Barbosa, o Curumim, salientou que neste momento não deverá ser emitida nenhuma posição oficial quanto ao assunto. Informou apenas que será marcada uma reunião com a Executiva local para tratar do assunto.