Diálogo em família é essencial para sair das dívidas e começar a guardar dinheiro

O diálogo sobre dinheiro em família é essencial para a construção do orçamento

da Assessoria do Senac-SP

As escolhas de consumo que tomamos podem impactar na nossa vida em diversos pontos: sociais, ambientais e econômicos. O acesso à renda e os desperdícios de dinheiro são pontos importantes que pesam na balança na hora de pensar e planejar o orçamento dentro de casa. E o resultado de uma má administração financeira pode causar o endividamento até a inadimplência.

Para Renan Marcolin Nicolau, docente da área de gestão e negócios do Senac Botucatu, o diálogo sobre dinheiro em família é essencial para a construção do orçamento, pois, uma vez que os problemas são expostos, fica mais fácil encontrar soluções em conjunto. “Todos terão consciência do real motivo pelo qual a decisão foi tomada, melhorando o relacionamento entre os membros da família. Outro ponto importante desse diálogo é promover a educação financeira entre os familiares: quanto antes as pessoas aderirem ao consumo consciente e compreenderem a importância da educação financeira, a probabilidade de um desiquilíbrio financeiro é menor”, explica.

Outra atitude que se deve levar em conta, segundo o especialista, é uma avaliação financeira como medida para começar a se organizar. “Ela pode ser construída de diferentes formas, mas o importante é que se leve em conta todas as receitas e as despesas da pessoa; e saber também o que se pretende conquistar para planejar como isso vai acontecer”, orienta.

Com esses pontos definidos, já é possível começar a ter uma boa organização financeira. Para quem deseja ampliar o conhecimento sobre os conceitos do uso mais consciente do dinheiro e do crédito, existem práticas eficientes que podem ser vistas no curso de curta duração Planejamento de Finanças Pessoais, que tem início das aulas em 9 de junho. Ele capacita o aluno a entender medidas que contribuem para o desenvolvimento da cultura de planejamento financeiro. As inscrições já estão abertas e os interessados podem se inscrever pelo Portal Senac: www.sp.senac.br/botucatu.

Para auxiliar as pessoas sobre o tema, o docente do Senac Botucatu reuniu 8 dicas importantes:

1 – Liste todas as suas dívidas e entre em contato com os credores para verificar a possibilidade de renegociação de cada uma das suas dívidas;
2- Tenha definido o que é necessário ou o que pode esperar mais um pouco e só compre o que realmente é de extrema necessidade;
3- Diversifique os locais de sua compra, pesquise pelo menos em três locais diferentes, não se esqueça de consultar os mesmos produtos no comércio eletrônico, em sites de e-commerce, por exemplo;
4- Poupe antes e não deixe para guardar dinheiro depois de pagar todas as contas, guarde mesmo que o valor seja baixo. O importante é criar o hábito de poupar;
5 – Liste os gastos e determine o peso no orçamento de cada um deles;
6 – Estabeleça prioridades e dê preferência aos gastos inadiáveis e às contas cuja suspensão de pagamento possa gerar penalidades, ônus ou até mesmo a perda do bem;
7 – Caso não consiga fazer o pagamento à vista, dê preferência a parcelamentos sem juros;
8 – Viva de acordo com seu padrão de vida. Atenção para não elevá-lo e perder o controle dos gastos.

Serviço:
Planejamento de Finanças Pessoais
Data: de 9 de junho a 14 de julho de 2018
Horário: aos sábados, das 8 às 12 horas

Senac Botucatu
Endereço: Rua Dr. Rafael Sampaio, 85, Bela Vista – Botucatu/SP
Informações e inscrições: www.sp.senac.br/botucatu

Sobre Flavio Fogueral