OPINIÃO | Como surgiu o Dia Mundial do Meio Ambiente?

Principal objetivo da comemoração é alertar a população mundial para os problemas ambientais

por Patricia Shimabuku*

O Dia Mundial do Meio Ambiente, 5 de junho, foi estabelecido durante a primeira Assembleia Geral das Nações Unidas sobre o Ambiente Humano, na Conferência de Estocolmo, capital da Suécia, em 1972. O principal objetivo da comemoração é alertar a população mundial para os problemas ambientais e conscientizar sobre a importância da preservação do meio ambiente. É o “Dia dos Humanos” fazerem algo positivo para o meio ambiente além de aproveitar ações individuais e transformá-las em um poder coletivo que tenha um legado de impacto real e duradouro no Planeta.

Essa conferência foi realizada de 05 a 16 de junho de 1972.  A data comemorativa de 05 de Junho foi dada ao primeiro dia desta Conferência e, posteriormente, passou a significar um dia de lembrança e de ações que deve-se promover em prol do meio ambiente. Ao longo dos anos, tornou-se uma das maiores plataformas globais de divulgação pública, celebrada por milhões de pessoas em mais de 100 países.

A Conferência Mundial do Meio Ambiente de Estocolmo também significou a criação do (UNEP – United Nations Environment Programme), conhecido em português pela sigla PNUMA (Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente), instituição de grande importância nos estudos relativos ao clima e ao meio ambiente. Nesta Conferência também foi elaborada a Declaração da Conferência da ONU sobre Meio Ambiente.

Além desta importante data, no último dia 3 foi celebrado “Dia Nacional da Educação Ambiental” instituído pela Lei 12.633/2012 com o objetivo de lembrar a necessidade de fortalecimento de políticas e práticas educativas para a conservação socioambiental e a construção de sociedades sustentáveis e cidadania ecológica.

Para celebrar o “Dia Mundial do Meio Ambiente” a nossa cidade através das Secretarias Municipais do Verde e de Educação, junto ao Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente (Comdema) com a parceria da iniciativa privada e entidades do terceiro setor prepararam um mês inteiro de atividades voltadas à preservação do meio ambiente, o “Junho Verde”. O “Junho Verde” foi de autoria do Vereador Sargento Laudo (Projeto de Lei 025/2017 – Institui no Município de Botucatu o “Junho Verde” e dá outras providências).

Confira a programação e participe!

As informações aqui fornecidas foram fundamentadas no portal do MMA, ONU – PNUMA, WWF e PMB.

* Patricia Shimabuku é farmacêutica industrial, professora e ativista socioambiental.

Para ler todos os artigos da colunista, acesse aqui. 

Sobre Flavio Fogueral