Avaré perde edição de 2018 do Campeonato Nacional do Quarto de Milha

Vice-presidente da entidade, Abelardo Mendes, confirmou que a competição será em Londrina

Por Christian Castilho

Na tarde de terça-feira, 5, Avaré recebeu a notícia que o Campeonato Nacional da Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Quarto de Milha (ABQM) foi transferida para o Paraná, mais especificamente a a cidade de Londrina. A decisão foi tomada após uma reunião entre os organizadores do evento e a associação. A competição seria realizada em julho.

Abelardo Ferreira Mendes, vice-presidente da entidade e Secretário de Obras e Serviços de Avaré, confirmou a decisão em sua rede social.

Um dos motivos que ocasionou na mudança foi a liminar que o juiz Edson Lopes Filho, da 1° Vara Civil do Fórum de Avaré, concedeu para que a prova da Laço em Dupla não fosse realizada na 28ª edição do Congresso que estava sendo realizado no Parque de Exposições Dr. Fernando Cruz Pimentel, em abril.

Além da prova de Laço em Dupla, o juiz ainda determinou que as provas de Laçada de Bezerro também foi proibida. O que gerou um grande desconforto para os organizadores e investidores do evento.

Na época a ação foi movida pelo Ministério Público em razão da legislação em vigor proibir a utilização de animais em eventos, em situação que lhes possa resultar a imposição de danos ou maus tratos.

Em seu despacho o magistrado destaca que “ainda que as provas de laço em dupla tenham regulamentação, tais normas devem se adequar à Constituição Federal e à Lei n. 10.519/02, que vedam a imposição de maus tratos ou sofrimentos aos animais, sendo certo que, de acordo com o entendimento das Câmaras do Meio Ambiente, do Egrégio Tribunal de Justiça de São Paulo, o sofrimento físico e psicológico dos animais envolvidos em tais provas é evidente”.

A decisão da mudança foi alvo de muitas críticas nas mídias digitais. Muitos avareenses parabenizaram a decisão, como muitos também foram contra, pois o evento movimentava a cidade e muitos comércios eram beneficiados, como postos de combustíveis, hotéis, restaurantes, lanchonetes e etc.

*Christian Castilho é estudante de jornalismo da Eduvale Avaré e estagiário do Notícias Botucatu.