USP abre inscrições para o vestibular de 2019

O vestibular 2019 vai selecionar alunos para 8.362 vagas na USP

da Agência USP

Os interessados em concorrer a uma vaga nos cursos de graduação da USP já podem se programar para as provas da Fuvest. No dia 1º de agosto, a fundação, que é responsável pelo vestibular da Universidade, divulgou o Manual do Candidato 2019com todas as datas e informações relevantes para os candidatos.

O documento explica como funciona o processo seletivo, apresenta a lista de vagas, o edital completo do concurso, informações sobre inscrição, provas, matrículas, além da descrição de carreiras e cursos. O manual esclarece ainda todas as novidades do próximo concurso.

O vestibular 2019 vai selecionar alunos para 8.362 vagas na USP. Além dessas, a Universidade também oferece outras 2.782 vagas por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), voltado aos candidatos participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Do total de vagas oferecidas pela Fuvest, 6.132 serão reservadas para candidatos na modalidade ampla concorrência; 1.471 vagas para candidatos de escolas públicas; e 759 para pretos, pardos e indígenas.

A inscrição no vestibular Fuvest 2019 deve ser realizada pelo site da Fuvest, das 12 horas do dia 13 de agosto até as 12 horas de 14 de setembro. A taxa de inscrição é de R$ 170 e deve ser paga antes do término do expediente bancário no dia 18 de setembro.

O período de pedido de redução ou isenção do valor da inscrição já está encerrado. O resultado do processo será divulgado no site da instituição até o dia 20 de agosto. Independente da concessão ou redução da taxa, o candidato deverá efetuar a inscrição no vestibular.

Os estudantes que estejam cursando o 1º ou o 2º ano do ensino médio, em 2018, também poderão participar da Fuvest como “treineiros” para avaliar seus conhecimentos. Há três opções de carreira: Treinamento Humanas, Treinamento Biológicas e Treinamento Exatas. São 300 “vagas” para cada área.

A primeira fase das provas será no dia 25 de novembro e a segunda fase ocorre nos dias 6 e 7 de janeiro de 2019. Haverá ainda provas específicas para os cursos de Artes Visuais, Artes Cênicas, Música (São Paulo) e Música (Ribeirão Preto).

Durante o exame, a Fuvest utilizará o sistema de reconhecimento facial para identificação e controle de presença durante a aplicação das provas. Por isso, uma foto do candidato será coletada.

Mudanças no processo de seleção da USP

Ouça entrevista na Rádio USP com o diretor-executivo da Fuvest, Renato Freire, sobre as mudanças no processo seletivo

O vestibular Fuvest 2019 tem alterações importantes. Uma delas é que todos os candidatos farão somente duas provas na segunda fase: a de português e redação, que permanece igual aos vestibulares anteriores, e a de disciplinas específicas, ou seja, aquelas exigidas pela carreira escolhida. Nessa prova específica, a quantidade de disciplinas requerida passou de duas a três para duas a quatro, a critério de cada unidade da USP.

A outra modificação está na inscrição dos candidatos. No ano passado, a USP adotou um sistema de reserva de vagas para os estudantes oriundos de escolas públicas e alunos de escola pública autodeclarados Pretos, Pardos e Indígenas (PPIs).

Para a aplicação dessa resolução, a Fuvest adotará inscrições por modalidades de vagas já a partir da primeira fase do vestibular. Ao escolher sua carreira e seu curso, o vestibulando terá três opções: Ampla Concorrência (AC), Ação Afirmativa Escola Pública (EP) e Ação Afirmativa Preto, Pardo e Indígena (PPI). Essas modalidades também estarão disponíveis para os treineiros.

AC: vagas para todos os candidatos sem exigência de nenhum pré-requisito.

EP: vagas destinadas aos candidatos que, independentemente da renda, tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas.

PPI: vagas destinadas aos candidatos e autodeclarados pretos, pardos e indígenas que, independentemente da renda, tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas.

Para o ingresso em 2019, de acordo com as diretrizes estabelecidas pelo governo do Estado de São Paulo, a USP reservará 40% de suas vagas, por curso, para estudantes de escola pública, considerando Fuvest e Sisu. Dentro dessa porcentagem, ainda incidem 37,5% de reserva de vagas para PPIs.

Com a institucionalização da reserva de vagas no vestibular Fuvest, a concessão de bônus deixa de existir. O programa de bonificação na nota do concurso vestibular Fuvest foi criado em 2006 para estimular o ingresso nos cursos da Universidade de estudantes egressos da escola pública.

Matrícula Fuvest

Serão realizadas cinco chamadas de candidatos aprovados no vestibular Fuvest. Todos terão que realizar a matrícula on-line e depois a presencial. Após esse processo, as vagas ainda disponíveis serão oferecidas na Lista de Espera. Os vestibulandos aptos poderão manifestar interesse e, depois, a Fuvest divulgará quatro convocações.