Mais de 30 mil não revisaram benefícios do cartão do transporte coletivo

O recadastramento biométrico é necessário para modernização e melhoria no controle de uso

do site Botucatu Online

Termina no próximo dia 15 de setembro o prazo para atualização e recadastramento dos cartões especiais do transporte coletivo de Botucatu. Segundo o Consórcio (CTBC) que reúne as duas empresas concessionárias, são 35.644 pessoas que tem o direito garantido, mas até agora só 6.690 fizeram o recadastramento.

Conforme explicaram os dirigentes do CTBC, o recadastramento biométrico é necessário para modernização e melhoria no controle de uso.

“Mas estamos enfrentando o problema de baixa adesão ao novo documento. São mais de 30 mil beneficiados, mas até agora, só seis mil fizeram o recadastramento. Isso nos preocupa e estamos pedindo para que os usuários desses cartões especiais agilizem a atualização da nova carteira de embarque” afirmou Lauricio Vasconcelos, da Stadtbus.

Os representantes das empresas de ônibus no Consorcio do Transporte Coletivo informaram que desde o inicio do segundo semestre estão trabalhando na divulgação do recadastramento nas redes sociais das empresas e também da Semutran  Prefeitura de Botucatu, mas não estão conseguindo sensibilizar os beneficiários.

A quantidade de beneficiários do transporte gratuito que não se recadastrou levantou a possibilidade de muitos serem documentos irregulares, emitidos em anos passados, sem devidos critérios e que estão em uso até hoje. Foi citado que diversos casos de passes estudantis estarem sendo utilizados por adultos que não são estudantes.

“Existe sim a possibilidade de existência de fraude ao sistema e a biometria do vale transporte vai identificar quem são esses casos e garantir o direito a quem realmente precisa do beneficio” afirmou.
Se houver redução da quantidade de beneficiários com a chamada gratuidade, existe a possibilidade de as tarifas terem menores reajustes.

Atualmente a prefeitura subsidia em cerca de 0,30 centavos todas as passagens e existe a gratuidade para diversos atendimentos, como estudantes que não são atendidos pela frota da Prefeitura, doentes em tratamento médico, deficientes físicos, idosos entre outros. Alguns benefícios são estaduais, outros federais e a maioria municipais.

O prazo para revisão dos passes gratuitos do transporte coletivo terminam na Sexta-feira, dia 15 e podem ser feitas na sede do consorcio na Rua Curuzu, 54. A revisão do documento é gratuita e é necessário apresentar um documento com fotografia para a revisão.

“Quem não fizer a revisão do documento vai perder o beneficio” garante os dirigentes do Consórcio do Transporte Coletivo de Botucatu. “Basta levar o RG e o cartão do vele transporte que faremos a mudança imediatamente”, orienta Lauricio Vasconcelos.