São Manuel terá programa de limpeza pública integrada

A operação irá ser realizada ininterruptamente até o dia 1º de março de 2019

da Prefeitura de São Manuel

Na manhã desta segunda-feira, o prefeito Ricardo Salaro, acompanhado dos diretores municipais Paulo Marciolli (Gestão e Serviços), Junior Cela (Meio Ambiente), Tácio Bertozo (Administração), Adilson Vasconcelos (Obras) e Tony Forti (Comunicação) se reuniu com o presidente da Câmara, Odirlei Felix e os vereadores Airton Morrão, Anísio Pete, Alessandra Guimarães, Evaldo Arruda, João Paulo Piovan, Jacó dos Santos e apresentou como será feita a Operação Integrada para realizar os serviços de Zeladoria em vários locais da cidade. A operação irá ser realizada ininterruptamente até o dia 1º de março de 2019.

Durante a Operação estarão envolvidas as equipes da Diretoria de Gestão e Serviços que ficarão responsáveis pelas limpezas nas vias e áreas públicas, sinalização de trânsito, operação tapa buraco e manutenção da iluminação; as Diretorias de Saúde e Obras que ficarão responsáveis pela fiscalização conjunta de terrenos particulares e áreas públicas e a Diretoria de Agricultura e Meio Ambiente que ficará responsável pela limpeza de praças, jardins e ruas.

Durante a reunião o prefeito Ricardo Salaro explicou que a divisão dos serviços entre as Diretorias envolvidas visa dar maior celeridade aos serviços executados e afirmou aos vereadores que irá comandar pessoalmente essa Operação Integrada, visitando os bairros junto com os vereadores e fiscalizando os serviços que estarão sendo executados.

“Conto com a ajuda dos nobres vereadores para que nos envie as solicitações. O objetivo de todos é o de trabalharmos para melhorar a limpeza e os serviços de manutenção de nossa cidade. Temos que dar o exemplo, deixando limpas nossas ruas, praças e áreas públicas para podermos cobrar a população, que faça o mesmo e colabore”, disse o prefeito.

Outros dois assuntos ainda abordados pelo prefeito com os vereadores, foram: o reajuste do ônibus circular e a mudança de endereço da Casa Pio, que deverá ocupar um novo endereço, em imóvel localizado na avenida Irmãs Cintra.

O prefeito entregou aos vereadores a decisão do Ministério Público sobre o pedido de subsídio proposto pela Prefeitura para o Transporte Coletivo, que não foi acatado e isto fará com que a tarifa do circular sofra um reajuste.

Prefeitura e Câmara desde o ultimo mês de maio vêm trabalhando de forma conjunta no sentido de encontrar uma solução para que a tarifa do transporte público não onere o bolso do trabalhador. O Ministério Público alegou em sua decisão que o serviço do transporte coletivo no Município funciona há 38 anos e nunca foi regulamentado, onde deveria prever inclusive o pagamento do subsídio de passagens, quando necessário. Então, somente uma nova licitação poderá permitir que isso venha a acontecer e que o serviço seja finalmente regulamentado. A nova licitação deverá estar concluída até junho de 2019.