Operação da Guarda Municipal durante feriado resulta em três prisões

Entre os dias 14 e 18 de novembro foram 615 ações da Guarda

da Prefeitura de Botucatu

Durante o último feriado prolongado da Proclamação da República, a Guarda Civil Municipal desencadeou uma grande operação contra atividades ilícitas e perturbação de sossego público. Entre os dias 14 e 18 de novembro foram 615 ações da Guarda, dentre elas 182 pontos de estacionamento em locais estratégicos, 53 atendimentos a perturbações do sossego público, 26 mediações de conflitos e 15 atendimentos para solução de desinteligências.

Foram registradas 3 prisões: 1 por violência doméstica, 1 por tráfico de drogas e 1 por venda de bebida alcoólica para menores. No último caso, a GCM prendeu em flagrante o proprietário de um estabelecimento comercial após constatado que o mesmo vendeu bebida alcoólica para 2 menores de idade. Após o pagamento de fiança, o mesmo responderá em liberdade pelo crime.

“Logramos êxito em diversas ações prevenindo que atividades ilícitas se tornassem problemas maiores. Porém, essa operação não se resumirá ao feriado prolongado. É importante que a população esteja ao nosso lado, acionando os canais de denúncia das forças de segurança do Município, tanto pelo 199, da GCM, quanto pelo 190 da Polícia Militar e o 197 da Polícia Civil”, afirma o Secretário Municipal de Segurança Marcelo Emílio de Oliveira.

Menor apreendido com drogas

No último fim de semana também foi registrada a apreensão de um adolescente de 17 anos comercializando entorpecentes no Distrito de Rubião Júnior. O Grupo de Ações Preventivas Especiais da GCM, através dos guardas Lourenço, Lima e Bruno, recebeu uma denúncia anônima que levou o GAPE ao meliante.

O mesmo demonstrou nervosismo ao ser abordado e após busca pessoal foi localizada em suas vestes a importância de R$ 20,00 e 2 pedras de crack. O adolescente confessou o tráfico pelo local, indicando ainda o esconderijo do restante da droga, onde foram encontradas mais 25 pedras de crack. O jovem e seus responsáveis foram encaminhados ao plantão policial, onde a delegada da Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes da Polícia Civil (DISE), Simone Alves Firmino, ratificou a voz de apreensão ao menor e encaminhou ao Núcleo de Assistência Inicial (NAI), onde aguarda à disposição da Justiça.