João Cury será secretário da Educação do município de São Paulo

Indicação ocorreu após o prefeito da capital paulista demitiu Alexandre Schneider

do G1

A cerca de um mês da volta às aulas, o prefeito Bruno Covas (PSDB) demitiu nesta terça-feira (8) o secretário municipal da Educação, Alexandre Schneider. A exoneração foi publicada no Diário Oficial da Cidade de São Paulo.

Nome ligado ao ex-prefeito e secretário estadual licenciado da Casa Civil no Estado, Gilberto Kassab (PSD), Schneider estava desgastado na Prefeitura desde a gestão de João Doria (PSDB).

Além de Schmeider, outros quatro titulares de pastas foram trocados. Com as novas mudanças, Covas busca remodelar a gestão, tirando de secretarias essenciais nomes que foram colocados por seu antecessor, João Doria, e, assim, colocar seus aliados diretos.

Em 2017, Schneider foi totalmente contra a implementação da farinata, polêmico complemento alimentar que Doria queria colocar na merenda rede pública de ensino. No ano passado, às vésperas do segundo turno, Schneider declarou que votaria em Fernando Haddad (PT) para presidente da República.

No lugar de Schneider foi nomeado para a pasta o ex-secretário estadual de Educação da gestão Márcio França (PSB), João Cury Neto. O novo secretário já foi prefeito de Botucatu, no interior do estado, de 2009 a 2016.