Unesp gradua sua 51ª turma de medicina

Cerimônia de colação de grau reuniu 94 novos médicos 

da Assessoria

Os sorrisos, abraços e beijos compunham a atmosfera de alegria que tomava conta do Ginásio de Esportes da Faculdade de Ciências Agronômicas da Unesp (FCA), câmpus do Lageado, no início de noite do dia 24 de janeiro. Era um momento de glória, afinal 94 novos médicos participavam da cerimônia de colação de grau do curso de graduação em medicina da Faculdade de Medicina de Botucatu-Unesp (FMB).
O tradicional evento reuniu diretores, professores, membros da Congregação da Instituição, autoridades de Botucatu, funcionários, alunos e ex-alunos do curso e familiares dos formandos.
Discursos
“Formandos, não permitam que nada ou ninguém prejudique a relação que têm com sua família e seus pais. Certamente, apenas quando a paternidade ou a maternidade lhes chegar conseguirão ter consciência da dimensão do amor que eles têm por vocês”, ressaltou no início de seu discurso o diretor da FMB, professor Pasqual Barretti. Parabenizando os professores, funcionários, médicos residentes, estudantes e aqueles que direta ou indiretamente participaram da formação dos novos médicos, o dirigente falou sobre a importância do SUS e da Instituição (FMB). “Vocês optaram por uma das profissões mais completas e desafiadoras, o que exigiu e exigirá renúncias, coragem, determinação e responsabilidades inigualáveis. Estarão ao lado e serão muitas vezes sustentáculo do ser humano em momentos da mais alta fragilidade (doença e dor)”, frisou professor Pasqual.
Ítalo Antunes Franzini e João Lucas Gomes Salgado foram os oradores da 51ª Turma e fizeram um discurso resgatando aspectos históricos da FMB e vivências durante os anos da graduação. “Presenciamos o milagre do nascer de uma vida, presenciamos sorrisos de felicidade, mas também presenciamos gritos de dor. A cada paciente uma nova história, um toque, um aprendizado”, disseram. Os novos médicos mencionaram ainda o relevante papel dos pais, familiares e professores da Instituição durante o processo de formação acadêmica. “Muitos podem, em vão, acreditar que nossa missão como médicos é lutar contra a morte, mas se enganam, a nossa missão é cuidar da vida. E é justamente por isso que nós, médicos, nos fazemos presentes desde o primeiro até o último suspiro, do nascimento até a morte”, concluíram.
Escolhida patronesse da 51ª Turma, a professora Joelma Gonçalves Martin, do Departamento de Pediatria da Faculdade, estava bastante emocionada. A docente falou sobre os desafios que os novos médicos terão a partir de agora, enalteceu o papel educativo dos familiares dos formandos e citou a saudade que ficará dos “mestres, dos pacientes, que, com certeza, foram responsáveis pela formação de vocês como pessoas e como profissionais, saudades dos bons ares de Botucatu, dessa ótima e excelente escola (FMB), saudades das cachoeiras”. Professora Joelma citou ainda a excelência da formação dos novos médicos propiciada pela Instituição e relembrou passagens vivenciadas pela 51ª Turma durante toda graduação. “Nós seremos médicos diferenciados se, além de tratar o corpo, conseguirmos lancetar os abcessos da alma. Esse é o médico completo”, concluiu.
Para o paraninfo da 51ª Turma, professor Vidal Haddad Jr, do Departamento de Dermatologia e Radioterapia da Instituição, o período da graduação dos novos médicos foi marcado por alegrias e tristezas. “Tivemos muitas ocasiões de conhecimento e amizade que me fizeram esquecer problemas pessoais, criar vínculos, educar. Educar no sentido de ensino, jamais menosprezando a educação que vem de casa, que é excelente”. O docente ressaltou a importância do professor no processo de aprendizagem dos alunos e concluiu afirmando que “agora, no entanto, é hora de novas viagens. Levem meu carinho, minha amizade e tenham a certeza que a gente vai se ver muito na estrada por aí”.
 
In memoriam: Durante os discursos, em várias oportunidades, o nome de Camila Camara Viviane dos Santos foi lembrado por docentes e colegas de turma.
 
Homenagens
 
Durante a solenidade, os formandos prestaram suas homenagens aos dirigentes, professores, médicos e funcionários da FMB. O Centro Acadêmico Pirajá da Silva e a Associação Atlética Acadêmica Carlos Henrique Sampaio de Almeida (AAACHSA) homenagearam os médicos que participaram das atividades das entidades durante a graduação. Os pais presentes e ausentes também foram lembrados durante a solenidade.