Gás de cozinha sofre novo reajuste e pode ser encontrado acima dos R$ 70 em Botucatu

É possível encontrar o botijão de 13 quilos sendo comercializado em média, a R$ 67 ou a R$ 79,90

da Redação

Um dos itens mais essenciais no dia a dia do botucatuense está mais caro. O botijão de GLP (gás liquefeito de petróleo), ou o popular gás de cozinha teve reajuste no preço praticado ao consumidor final, sendo encontrado com variação de até 6% nos pontos de distribuição.

Portanto, é possível encontrar o botijão de 13 quilos sendo comercializado em média, a R$ 67 (em caso de retirada in loco) ou a R$ 79,90 (em situações de entrega) com o novo reajuste. Conforme o monitoramento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), a média cobrada anteriormente nas revendas era de R$ 63,50; com variação entre R$ 57 (preço mínimo) e R$ 65 (valor máximo). Já o valor máximo encontrado nas distribuidoras locais foi de R$ 49,77. O levantamento ocorreu em dezesseis pontos de revendas, no período de 24 a 30 de março.

A média de preço permaneceu em R$ 60 durante semanas nas revendas botucatuenses. Não há, no entanto, anúncio oficial da Petrobras,  estatal responsável pela produção do GLP no Brasil, reajustes oficiais praticados nos valores destinados às distribuidoras.

Segundo a empresa, a formação do preço praticado às revendas sofrem variações periódicas por ser commoditie e tem seu preço atrelado aos mercados internacionais, cujas cotações variam diariamente, para cima e para baixo. O último reajuste praticado pela empresa sobre o botijão de 13 kg vendido às distribuidoras era de R$ 25,33, em vigor desde fevereiro deste ano.

Frisa a Petrobras que o preço repassado às distribuidoras não determina o preço final ao consumidor. Isso porque a legislação brasileira garante liberdade de preços no mercado de combustíveis e derivados. Por isso, qualquer tipo de reajuste praticado pela empresa pode não refletir diretamente ao consumidor, já que há a incidência de outros fatores como impostos (estaduais e municipais), além dos repasses em cada etapa da comercialização.