Xiloteca da Unesp de Botucatu é inserida em catálogos internacionais

A Xiloteca tem como principal objetivo apoiar estudos científicos em madeiras

da Assessoria

A Xiloteca “Profa. Dra. Maria Aparecida Mourão Brasil”, localizada no Departamento de Ciência Florestal da Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA) da Unesp, câmpus de Botucatu está inserida no catálogo de coleções de madeira do mundo Index Xylariorum 4.1.

A Xiloteca tem como principal objetivo apoiar estudos científicos em madeiras. É fonte importante de informações para a pesquisa, fornecendo possibilidades de identificação e resgate de dados sobre procedência, coletores, local onde estão depositadas as exsicatas e outras informações que auxiliam em estudos.

A coleção consiste de doações recebidas de diferentes xilotecas de todo o mundo (USDA-Forest Service, EUA; Swiss Federal Institute of Techonology Zurich, Suíça; Centre Technique Forestier Tropical, França; Instituut voor Systematische Plantkunde, Rijksuniversiteit Utrecht, Holanda; Instituto de Ecologia, México; Royal Botanic Gardens, Kew, Inglaterra; Museo di Storia Naturale del Museo Botânico, Universita Degli Studi di Firenze, Istituto per la Ricerca Sul Legno, Firenze, Itália; Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia e Reserva Natural de Linhares, Brasil) como também amostras de espécies do cerrado da região centro-oeste do estado de São Paulo.

A Xiloteca possui mais de 2.400 amostras de madeiras (cerca de 570 gêneros que estão incluídos em 126 famílias), com ênfase nas espécies de regiões tropicais. A partir de 2004 as coletas foram sistematizadas e passaram a ser incluídas periodicamente amostras de espécies lenhosas de vários habitat, principalmente do cerrado do estado de São Paulo.

A Xiloteca teve apoio financeiro da Fapesp em vários projetos. A coleção está organizada em armários de aço por ordem de família. As amostras provenientes de doações têm suas respectivas exsicatas nos herbários dos Institutos de origem e as amostras coletadas na região de Botucatu têm suas exsicatas depositadas no Herbário “Irina D. Gemtchujnicov” da Unesp, câmpus de Botucatu.

As informações da xiloteca também podem ser acessadas via Centro de Referência em Informação Ambiental (CRIA) no projeto speciesLink.