Câmara lança Programa Interno de Sustentabilidade

A Câmara passa a contar com coleta seletiva de lixo, políticas de reutilização de materiais

da Câmara de Botucatu

Em busca de tornar a sede do Legislativo um lugar condizente com práticas recomendadas por órgãos como Município Verde Azul, ONU e Ministério do Meio Ambiente, além da Política Nacional de Resíduos, a Câmara Municipal de Botucatu lançou neste 7 de maio o Programa Interno de Sustentabilidade. O novo projeto visa à adoção de medidas para reduzir a geração de resíduos e o gasto desnecessário de recursos, além de conscientizar os servidores, vereadores e população que frequenta o prédio sobre o quanto é importante cada um fazer o seu papel.

“Já vínhamos adotando medidas para tornar o Legislativo um ambiente mais sustentável, por exemplo, a implantação do sistema de captação e reuso da água da chuva em 2017. Agora oficializamos esse objetivo e ampliamos nossa área de atuação, honrando nosso compromisso com a responsabilidade social”, fala a diretora administrativa, Silmara Ferrari de Barros.

No lançamento do programa, servidores e vereadores receberam canecas e squeezes para serem utilizados no lugar dos copos e garrafas plásticas. Além disso, a partir desta terça-feira, a Câmara passa a contar com coleta seletiva de lixo, políticas de reutilização de materiais como papel, cartazes informativos e pequenos recados, como “apague a luz ao sair”, que não deixam ninguém esquecer que o cuidado com o meio ambiente tem que ser diário.

Todas as ações do Programa Interno de Sustentabilidade foram desenvolvidas com apoio da Secretaria Municipal do Verde. Estiveram presentes no lançamento do programa o Secretário, Márcio Piedade Vieira, a Diretora do departamento de educação ambiental da Secretaria, Fernanda Bernardi, e o cooperado da Coopsusten, Evandro Moreira de Lima. Em suas falas, foram abordados a importância da adoção de políticas sustentáveis nos órgãos públicos, maneiras como reforçar esses novos hábitos ao longo do tempo e o impacto social que a separação de lixo e outras atitudes podem desencadear.

“Separar o lixo, reciclar e deixar o ambiente de trabalho mais sustentável são hábitos simples e que, quando começam a ser adotados, não tem mais volta. Além disso, com ações conscientes na Câmara, cada servidor se torna um multiplicador, levando essas ações para a sua casa e para a região onde mora, contribuindo com Botucatu como um todo”, diz Fernanda.

Ao final do evento, os membros da Mesa Diretora – presidente Carreira e as primeira e segunda secretárias, Jamila e Alessandra Lucchesi – assinaram o ato normativo que oficializou a nova política da Casa Legislativa, dando o pontapé inicial no comprometimento de vereadores e servidores com a sustentabilidade. O Programa Interno de Sustentabilidade da Câmara Municipal de Botucatu ainda prevê ações continuadas de conscientização que não só mantenham os servidores engajados e participativos, mas também possam se tornar exemplo a Legislativos de outras cidades e repartições municipais.