Instituto Federal, em Avaré, diz que atividades ficarão comprometidas no 2º semestre com bloqueio no orçamento

O IFSP disse que a ação pode comprometer a execução de atividades voltadas ao ensino, pesquisa e extensão dos 36 campi

do G1 

A reitoria do Instituto Federal de São Paulo (IFSP) informou nesta terça-feira (7) que pode ter as atividades comprometidas no segundo semestre com o bloqueio de 30% do recurso da instituição, que corresponde a R$ 35 milhões no orçamento.

Ao G1, o IFSP disse que a ação pode comprometer a execução de atividades voltadas ao ensino, pesquisa e extensão dos 36 campi do estado de São Paulo. Na região de Itapetininga (SP) há unidades do instituto em Avaré, Boituva e Itapetininga.

No noroeste paulista, a instituição está presente em Birigui, Catanduva, Ilha Solteira e Votuporanga (SP).

Já na região de Bauru, há uma unidade do IFSP em Tupã (SP) e na região de Sorocaba o instituto conta com campi em Jundiaí, Salto, São Roque e Sorocaba (SP).

No dia 30 de abril, o Ministério da Educação (MEC) informou que todas as instituições de ensino federais teriam bloqueio de 30% nas verbas.

Em nota, o Instituto disse que “há um grupo de trabalho dentro do IFSP discutindo os impactos que o bloqueio do orçamento trará para cada uma das unidades da instituição.”.

Também informou que nos próximos dias vai participar de ações programadas pelo Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif) junto ao Ministério da Educação (MEC) e ao Congresso Nacional, com o objetivo de reverter a decisão do bloqueio.

Nesta terça-feira (7), o ministro da Educação, Abraham Weintraub, afirmou durante audiência na Comissão de Educação no Senado que não haverá corte no orçamento das universidades e instituições de ensino federais, mas sim um contingenciamento.

O ministro afirmou também que o recurso poderá voltar a ser liberado se a reforma da Previdência for aprovada e se a economia do país melhorar no segundo semestre.

Confira a nota do IFSP na íntegra:

“Com base no Decreto n° 9741/2019, de 29 de março de 2019, o Ministério da Educação (MEC) realizou na terça-feira, dia 30 de abril, o bloqueio de dotação orçamentária em torno de 30% para as universidades e institutos.

Diante do fato, a reitoria do IFSP vem a público informar que o bloqueio de 30% do recurso gera um impacto, se mantido até o final do exercício, correspondente a R$ 35 milhões no orçamento. Esta ação poderá comprometer a execução das atividades planejadas de ensino, pesquisa e extensão dos nossos 36 câmpus, para o segundo semestre. Atualmente, há um grupo de trabalho dentro do IFSP discutindo os impactos que o bloqueio do orçamento trará para cada um dos câmpus da instituição.

A reitoria informa, ainda, que nos próximos dias participará das ações programadas pelo CONIF junto ao MEC e ao Congresso Nacional, com o objetivo de reverter a decisão do bloqueio. Na terça-feira, 7, haverá agenda com o secretário da Setec/MEC, Ariosto Antunes Culau, e com o Senado Federal. Na quarta-feira, 8, a agenda é com a Câmara dos Deputados.

O IFSP se compromete a manter toda comunidade a par das discussões relativas ao bloqueio do orçamento. As informações serão veiculadas por meio de nota em nosso site institucional.”