Escola pública de Pardinho recebe oficinas culturais para transformação do olhar

Estudantes irão refletir sobre o futuro utilizando a fotografia como ferramenta de aprendizado

da Assessoria

A fotografia não serve somente para retratar momentos e realidades, ela também é um instrumento capaz de transformar pessoas e fazê-las enxergar com outros olhos o espaço onde vivem. Ela é arte e educação ao mesmo tempo.

Buscando ampliar a percepção de estudantes de escolas públicas do estado de SP nas cidades Cesário Lange, Pardinho e Águas de Santa Bárbara, o Ministério da Cidadania e o Instituto CCR apresentam o projeto FotoArte, da ONG ImageMagica, por meio da Lei Rouanet e com apoio da CCR SPVias, empresa fiscalizada pela ARTESP (Agência de Transportes do Estado de São Paulo). O projeto visa trabalhar com crianças e jovens um olhar mais sensível e empático em relação ao mundo.

Educadores da organização ensinarão técnicas de fotografia para os participantes com a proposta de elas serem aplicadas de forma crítica e reflexiva. Parte da aula acontecerá dentro do caminhão da fotografia, onde os alunos vivenciarão o funcionamento do interior de uma câmera fotográfica. Depois de aprenderem sobre a formação da imagem, eles serão os fotógrafos, retratando o “caminho para o futuro”, junto com uma legenda, o que compõe uma exposição na escola ao final do projeto.

Ainda que as oficinas ensinem técnicas fotográficas, elas têm como principal objetivo mudar a forma com que as pessoas se relacionam com essa ferramenta, percebendo o poder que ela tem de transmitir mensagens poderosas ao mundo e mudar realidades.

“O impacto do projeto nas escolas é incrível! No momento da exposição, os alunos percebem o quanto é importante a mensagem que eles passaram por suas fotografias, a importância do que eles pensam e o tamanho do valor da opinião deles dentro da escola”, conta Andreza Portela, coordenadora do núcleo educacional da ImageMagica.

Uma imersão imagética

O mergulho no universo das imagens acontecerá do início ao fim das oficinas. Os estudantes terão contato com a história da fotografia e dicas de como usar a ferramenta no dia a dia. Depois, entrarão na câmara escura, ambiente instalado no caminhão que simula o interior de uma máquina fotográfica gigante. Ali, eles conseguem ver, ao vivo, a imagem de fora do caminhão sendo projetada exatamente como acontece dentro das câmeras fotográficas e até mesmo nos nossos olhos.

Botando a mão na massa

Com todo esse novo conhecimento em mãos e um celular disponibilizado para a oficina, cada participante vai fotografar o que representa o futuro para si, utilizando o aplicativo Camino, desenvolvido pela ImageMagica. Eles também produzirão uma legenda sobre o tema. As imagens são impressas e entregues aos novos fotógrafos.

Aprendizado para os professores

Não são só os alunos que aprenderão com as oficinas do FotoArte. Também haverá uma ação com os professores das escolas. Eles serão capacitados em oficinas com conteúdo exclusivo, incentivando o uso da fotografia como ferramenta de ensino dentro da sala de aula para suas próprias disciplinas.

Hora de levar as ideias ao mundo!

Ao final das oficinas, serão construídas nas escolas exposições com o material produzido pelos alunos.  Ela é feita em formato de lambe-lambe ou varal com todas as imagens criadas e estará aberta para a visitação da comunidade, aumentando o impacto das fotografias e das mensagens criadas.

ImageMagica

Fundada pelo fotógrafo André François, a ImageMagica tem como missão promover o desenvolvimento de pessoas utilizando a fotografia como ferramenta de transformação e empoderamento. A ONG desenvolve ações nas áreas de educação, saúde e cultura, atuando em diferentes causas. Com a convicção de que a transformação começa pelo olhar, a ImageMagica estimula as pessoas a perceberem mais atentamente seu entorno e, com essa reflexão, mudar a si próprias e o ambiente onde vivem. Desde 1995, já foram mais de 370 mil olhares transformados com projetos realizados em 15 países.