Festival Brasil Ride deve gerar mais de R$ 10 milhões na economia de Botucatu

Festival deverá envolver cerca de 16 mil pessoas, considerando-se os acompanhantes dos atletas

da Assessoria

Realizado pelo sétimo ano consecutivo na região da Cuesta Paulista, tendo Botucatu e Pardinho como cidades-sedes, o Festival Brasil Ride reunirá nesta semana 4.000 atletas, entre ciclistas e corredores de montanha, de 24 estados brasileiros e outros cinco países, Alemanha, Chile, Espanha, Portugal e Venezuela. Considerado o maior evento esportivo outdoor do País, o Festival deverá envolver cerca de 16 mil pessoas, considerando-se os acompanhantes dos atletas, a maioria de visitantes, que devem provocar impacto econômico acima de R$ 10 milhões, entre hospedagem, alimentação e consumo de produtos e combustível.

“Estes números foram levantados por nossa equipe em 2018 e acredito que repetiremos neste ano, pois temos a mesma quantidade de competidores. Um dado relevante: metade dos pesquisados estiveram pela primeira vez na região da Cuesta Paulista, demonstrando que o evento colabora também com o aumento de turistas no restante do ano”, revelou Mario Roma, fundador da Brasil Ride, que organiza a competição.

Responsável pela abertura do Festival Brasil Ride nas últimas edições, ao sediar a Road Brasil Ride, prova de ciclismo de estrada eleita entre 2015 e 2018 como a melhor do País na modalidade, o município de Pardinho teve considerável aumento no número de turistas no mesmo momento em que o evento esportivo passou a ser realizado na região. Se entre 2013 e 2016 a média de visitantes era de 200 pessoas aos finais de semana, de 2017 até o momento esse número aumentou para 1.000.

“Estes dados confirmam a relevância do esporte. Não apenas no que diz respeito à melhora da qualidade de vida e da saúde das pessoas, mas também o quanto pode gerar de receita para as cidades e seus empresários. Tudo isso nos enchem de satisfação e dão a certeza de que estamos no caminho certo para fazer mais ano a ano”, acrescenta Mario Roma.