Brasil vence Peru e conquista título da Copa América 2019

Decisão foi acompanhada por mais de 70 mil pessoas, sendo que o Brasil fez campanha irretocável no torneio

da FPF

Quatro Copas Américas em solo brasileiro e quatro títulos. Na noite deste domingo (07), o Brasil seguiu a escrita e levantou o caneco da Copa América 2019. Com gols de Everton, Gabriel Jesus e Richarlison, a seleção brasileira fez jus ao fator casa e venceu o Peru, pelo placar de 3 a 1, no Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro. A decisão foi acompanhada por mais de 70 mil pessoas que comemoraram o nono título do torneio na história da equipe.

O Brasil fez uma campanha irretocável até chegar ao título. Ao todo foram quatro vitórias e dois empates em seis jogos, com doze gols marcados e apenas um sofrido, justamente nesta grande final. Já a seleção do Peru, foi considerada uma zebra por ter chegado a decisão, isso por que eliminou duas grandes seleções com muita tradição no futebol sul-americana: Uruguai – nas quartas – e Chile – na semi.

Mesmo jogando como visitante, foi a seleção do Peru que tomou as rédeas da partida nos primeiros minutos e criou as duas primeiras chances do jogo. Logo no primeiro minuto, Cueva cobrou falta de fora da área, com efeito, assustando o goleiro Alisson, que só acompanhou a bola sair pela linha de fundo. Já aos cinco, Tabia apareceu livre e arriscou de fora da área mas mandou por cima do gol. Enquanto isso, a seleção brasileira tinha mais posse de bola e tentava criar boas chances, mas não conseguia chegar com perigo ao gol adversário.

Porém aos 14 minutos, Everton mostrou seu faro de gol e abriu o placar. Gabriel Jesus fez boa jogada pela direita, se livrou de dois marcadores e cruzou na área. O atacante apareceu livre, no segundo pau, para encher o pé e mandar a bola para o fundo das redes, sem chances para o goleiro Gallese. A partir daí, o Brasil cresceu na partida e passou a criar as melhores chances. Aos 23 minutos, Philippe Coutinho recebeu na entrada da área e deu um leve toque de perna direita, mas a bola acabou saindo rente a trave peruana.

As equipes seguiram criando, mas foi o Peru que conseguiu chegar ao empate. Aos 40 minutos, em uma jogada de Flores, a bola acabou batendo na mão do zagueiro Thiago Silva e o árbitro marcou pênalti. O lance ainda foi analisado pelo VAR e a penalidade foi confirmada. Paolo Guereiro foi para a cobrança, deslocou Alisson e deixou tudo igual.

Quando a partida se encaminhava para uma igualdade na primeira etapa, o Brasil conseguiu chegar ao segundo gol antes do intervalo. Aos 47, Artur recebeu na entrada da área e deu um toque açucarado para Gabriel Jesus, na meia-lua, que só teve o trabalho de deslocar o goleiro e sair para o abraço, levando a vantagem para o vestiário.

Na volta do intervalo, a partida seguiu movimentada com as duas equipes buscando espaço para chegar com perigo ao gol adversário e o Brasil dominou as jogadas de perigo nos minutos iniciais. Aos cinco minutos, Philippe Coutinho recebeu na entrada da área, ajeitou e bateu cruzado, mas pegou muita força e saiu pela linha de fundo. Já aos 11, Alex Sandro recebeu pela esquerda e cruzou de primeira na área, mas Roberto Firmino acabou cabeceando para fora.

Depois disso, o Peru conseguiu ganhar mais espaço após a expulsão de Gabriel Jesus, aos 25 minutos. Com um a mais, os peruanos presisonaram e aos 27, Trauco recebeu na área e bateu cruzado, mas parou em uma boa defesa do goleiro Alisson. No lance seguinte, em cobrança de escanteio, Flores ficou com a sobra e soltou a bomba, mas a bola passou a direita do gol brasileiro e saiu pela linha de fundo.

Nos minutos finais, o Brasil se segurava na defesa e assustava em contragolpes. Aos 42 minutos, Everton fez jogada individual e foi derrubado na área por Zambrano. Richarlison foi o responsável e sacramentou o título brasileiro ao bater no canto direito de Galles. O Brasil conquistou o nono título de sua história na Copa América.

Ficha técnica:
Brasil 3 X 1 Peru
Local
: Estádio do Maracanã, Rio de Janeiro (RJ);

Brasil: Alisson; Daniel Alves, Marquinho, Thiago Silva e Alex Sandro; Casemiro, Arthur e Philippe Coutinho (Éder Militão); Gabriel Jesus, Roberto Firmino (Richarlison) e Everton (Allan). Técnico: Tite.

Peru: Gallese; Advíncula, Zambrano, Abram e Trauco; Tapia (Christofer Gonzales), Yotún (Ruídiaz), Carrillo (Polo), Cueva e Flores; Paulo Guerreiro. Técnico: Ricardo Gareca.

Cartões amarelos: Gabriel Jesus, Thiago Silva (Brasil) e Advincula, Tapia e Zambrano (Peru);

Cartão vermelho: Gabriel Jesus (Brasil)

Árbitro:Roberto Tobar Vargas (Chile);
Auxiliares: Christian Schiemann Alonso e Claudio Rios Ortiz (Chile);

Público: 58.584 pagantes / 11.402 não pagantes
Renda: R$ 38.769.850,00;

Artilharia:
3 gols: 
Everton (Brasil) e Guerrero (Peru);

Melhor jogador: 
Daniel Alves (Brasil);

Melhor goleiro:
Alisson (Brasil)

Sobre Flavio Fogueral