Mostra sobre Revolução de 1932 segue até outubro

As peças, cedidas gentilmente pelo historiador Marcus Carmo, podem ser visitadas gratuitamente

da Prefeitura de Avaré

Capacetes, vestimentas, fotografias e outros objetos originais da Revolução de 1932 continuam em exposição até 4 outubro no Museu Municipal “Anita Ferreira De Maria”, situado no Centro Avareense de Integração Cultural (CAIC).

As peças, cedidas gentilmente pelo historiador Marcus Carmo, podem ser visitadas gratuitamente. “É um acervo raro, o mais numeroso hoje disponível no interior paulista, que mesclamos com o nosso”, informa Gesiel Theodoro Neto, diretor do Museu.

Na semana passada, várias classes da Escola Estadual “Dona Benê Andrade” estiveram no local. A direção informa que o agendamento de visitas pode ser feito pelo telefone (14) 9 9904-0073.

A exposição fica aberta de segunda a sexta-feira, das 8 horas ao meio-dia e das 13h às 17h. O público pode rever ou conhecer os diferentes momentos do conflito, no qual os revolucionários de São Paulo exigiam uma nova constituição.

Apesar da derrota para as tropas federais de Getúlio Vargas, o grupo fortaleceu o movimento constitucionalista, de modo que o país obteve uma nova Constituição em 1934.

Curiosidade

A réplica de uma matraca, peça icônica da Revolução Constitucionalista, tem surpreendido os visitantes. “Ela simula o barulho de uma metralhadora e São Paulo a usava para dizer que ainda tinha armamento”, relata o diretor.

“Agradecemos ao professor Marcus Carmo pela valiosa parceria. Temos um evento significativo em nosso Museu e lá podemos conhecer mais sobre os bravos voluntários de Avaré”, comentou o secretário da Cultura Diego Beraldo.