Botucatu define suas conselheiras tutelares para os próximos 4 anos

Conselheiras tutelares têm papel fundamental no sistema de garantia dos direitos das crianças e adolescentes

por Flávio Fogueral

A comunidade botucatuense mobilizou-se neste domingo, 6, para a escolha de representantes que comporão o Conselho Tutelar no município. A votação, realizada na escola Rafael de Moura Campos transcorreu sem nenhum incidente, concentrando mais de 1700 pessoas.

Qualquer eleitor residente em Botucatu estava apto a escolha. Dez candidatas pleitearam as cinco vagas disponíveis. Todo o pleito foi acompanhado pela Promotoria da Infância e Juventude.

O mandato de integrantes do Conselho Tutelar é de quatro anos, mediante remuneração em torno de R$ 2 mil e escalas durante dias úteis e plantões.

As novas conselheiras tutelares têm papel fundamental no sistema de garantia dos direitos das crianças e adolescentes, com ações pro-ativas no Conselho Municipal dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes – CMDCA.

Confira a relação das futuras conselheiras tutelares:

– Marta Lúcia dos Santos- 360 votos

– Nilza Aparecida Garavello- 256 votos

– Ana Paula Espíndola Rodrigues- 252 votos

– Rosemary da Cunha Carvalho- 157 votos

– Olivia Torres Faria de Moraes- 148 votos