Polícia prende 4 por contrabando de cigarros em Botucatu

Foram encontradas caixas de cigarro, um Volkswagen Kombi e dois caminhões carregados 

da Redação

A Polícia Militar realizou na manhã desta sexta-feira, 8 de novembro, apreensão de cigarros oriundos de contrabando. O fato foi registrado no Jardim Eldorado, em Botucatu, e surgiu como consequência de uma operação de bloqueio de trânsito na entrada da Cidade.

Consta que policiais militares realizavam fiscalização da Operação Bloqueio, na avenida professor José Pedretti Neto, que dá acesso à rodovia João Hypólito Martins (SP-209), a Castelinho. Em uma das abordagens, um homem que conduzia um Toyota Corolla apresentou nervosismo. Ao ser indagado, disse ser da cidade de Tatuí e que estava em Botucatu para entregar o carro a um receptador. O carro seria produto de roubo.

Com informações desencontradas, passou a informar que veio de Campinas para falar com um amigo que estava em um depósito, localizado na Rua José Maria Daltin, no Jardim Eldorado. Os policiais se dirigiram ao local e, durante a abordagem, verificaram a presença de mais três pessoas. Todos confessaram que vendiam cigarros oriundos de contrabando ou descaminho.

No local foram encontradas caixas de cigarro, um Volkswagen Kombi e dois caminhões carregados com cigarros. No total foram 613 caixas contendo mais de 300 mil maços.

Os 4 indivíduos foram encaminhados a Polícia Federal da cidade de Bauru. As caixas de cigarros e os veículos foram apreendidos e encaminhados ao depósito da Receita Federal.

A identidade dos envolvidos não foi divulgada pela polícia. Segundo o Código Penal brasileiro, os crimes de contrabando e de descaminho são distintos. Pelo artigo 334, o crime de descaminho consiste em iludir, no todo ou em parte, o pagamento de direito ou imposto devido pela entrada e/ou saída do produto. A pena é de reclusão e varia de 1 a 4 anos. Já o contrabando  consiste em importar ou exportar mercadoria proibida, cuja penalidade é prisão de 2 a 5 anos.

Sobre Flavio Fogueral