Unesp de Botucatu recebe seus novos alunos

Aula inaugural foi realizada na Casa da Arte, no campus da Unesp de Rubião Júnior

da Assessoria de Imprensa da FCA Unesp

As quatro unidades da Unesp em Botucatu receberam de maneira unificada os calouros de seus cursos de graduação, na manhã de 24 de fevereiro, no Anfiteatro Casa da Arte, em Rubião Jr.

A solenidade de recepção contou com a participação dos professores Maria Dalva Cesário, diretora do Instituto de Biociências e presidente do Grupo Administrativo do Câmpus; José Paes de Almeida Nogueira Pinto, diretor da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia; João Carlos Cury Saad, diretor da Faculdade de Ciências Agronômicas; Silvana Artioli Schelinni, diretora da Faculdade de Medicina; Antonio Luis Caldas Junior, vice-prefeito de Botucatu e Edilaine Fernandes Henrique, Secretaria Municipal de Educação.

A professora Maria Dalva Cesário fez a saudação inicial aos ingressantes. “Sejam bem-vindos e aproveitem, pois esses serão os melhores anos de sua vida”. O vice-prefeito, professor Caldas, também cumprimentou os calouros. “É uma honra para Botucatu recebê-los. Temos muito carinho pelos estudantes pelo que eles significaram historicamente e ainda significam em termos sociais, econômicos, culturais, além da projeção do nome da cidade no meio científico brasileiro”.

Na sequencia foi exibido um vídeo com uma mensagem da professora Marilza Viera Cunha Rudge, vice-reitora da Unesp no exercício da Reitoria. “Eu também fui caloura dessa universidade e me orgulho muito disso! Que vocês conservem a motivação, a alegria e o carinho pela universidade durante toda sua vida profissional”. A professora falou um pouco sobre a presença forte da Unesp por todo o interior paulista e seu papel social. “O orçamento da Unesp tem uma influência grande nos municípios onde estamos instalados. Nós cumprimos o nosso papel e devolvemos para a sociedade o recurso que ela nos deu, com qualidade e competência”.

Sobre a formação dos alunos, a professora destacou as oportunidades de bolsas e os programas de intercâmbio. “Hoje, muitos empregos são globalizados. É preciso que vocês se preparem para esse horizonte novo que se abre. (…) Tudo isso vai ajudar com que vocês se formem com uma qualidade muito maior, que é o que realmente queremos. Que vocês vistam a camisa da Unesp para que façamos desta uma das universidades mais respeitadas do país”.

Aula inaugural

O professor Gilson Luiz Volpato, do Departamento de Fisiologia do Instituto de Biociências, proferiu a Aula Inaugural, com o tema: “Universidade: desafios e perspectivas para um ingressante”.

O professor lembrou que o profissional contemporâneo está inserido num contexto de globalização, com todos os seus problemas e benefícios. Lembrou que o período universitário traz festas e diversões, mas que também necessita de comprometimento. “Vocês estão numa situação em que estudar, em alguns momentos, vai parecer apenas um detalhe. Mas não se constrói um profissional de excelência assim. Não caiam no engodo de que por estarem numa universidade conceituada vocês já estão com a vida feita. É preciso vontade, determinação, ambiente propício, que vocês encontram aqui, e referenciais corretos, que vocês terão que buscar. Vocês precisam fazer a diferença. A instituição não vai transformá-los em algo que vocês não querem ser”.

O professor ressaltou que mesmo as boas notas não se constituem em garantia de sucesso profissional. “É preciso criatividade, ousadia, inovação e empreendedorismo. O profissional de excelência também precisa ter um perfil ético e moral, somado ao conhecimento técnico e ao conhecimento geral”.

E deixou uma mensagem para os calouros: “O mais importante é fazer com paixão a profissão que vocês escolheram. Quem faz o que gosta faz o melhor. Sejam muito bem vindos à Unesp e sucesso para vocês”.

A primeira manhã de contato dos novos alunos com a Unesp teve ainda a apresentação da Comissão de Recepção Unificada, um vídeo com ações do movimento estudantil e uma apresentação musical do Grupo Mosaico, formado por docentes da Faculdade de Medicina e do Instituto de Biociências.

Leave a Reply