Pagani quer fiscalização ou proibição de tráfego de veículos muito pesados na Alcides Soares

“Um problema muito sério, que vem causando diversos afundamentos na pista”, frisa vereador

da Câmara de Botucatu

Lelo pagani rede

Reconhecida como uma das estradas mais perigosas do entorno da cidade, a Rodovia Vicinal Alcides Soares foi tema de um dos requerimentos apresentados pelo vereador Lelo Pagani (REDE) durante a última sessão ordinária realizada na Câmara Municipal de Botucatu. A ideia do legislador é controlar o tráfego de caminhões pelo local. O pedido foi aprovado pela unanimidade dos demais legisladores.

O pedido encaminhado ao prefeito João Cury Neto (PSDB) pede a analise da possibilidade de impedir, ou criar alguma forma de filtrar, que carretas e veículos pesados de outras cidades desviem do pedágio existente entre Botucatu e São Manuel pela Rodovia Alcides Soares, causando sulcos na pista da rodovia, destruindo rapidamente o asfalto e deixando a via insegura para o uso de veículos leves, facilitando a ocorrência de acidentes.

De acordo com o documento apresentado por Pagani, a citada rodovia, que é de responsabilidade do município, vem recebendo alto fluxo de veículos com peso excessivo, além dos limites recomendados para o local. “Um problema muito sério, que vem causando diversos afundamentos na pista, deixando-a insegura para os veículos comuns que a utilizam com frequência, já que a mesma é via de acesso aos bairros do Rio Bonito, Mina, Alvorada da Barra e principal ligação com Piracicaba”, explica.

O principal problema apontado pelo vereador é o fato de que os caminhões de grande porte, com diversos eixos e que pagam tarifas mais caras, desviam pela Alcides Soares para fugirem do pedágio existente entre Botucatu e São Manuel. “Além disso, esses veículos com placas de outras cidades também destroem nossas vias internas, já que desviam pela Cohab 22 e pelo Jardim Ciranda”, justifica Lelo Pagani, que busca mudanças junto ao Executivo.

Deixe uma resposta