Fernando Cury assina novo pedido para criação da CPI da Merenda

Nova proposta incluirá escolas de todo Estado de São Paulo, inclusive as de ensino técnico estadual e federal

da Redação com Assessoria

O deputado estadual Fernando Cury assinou na tarde desta terça-feira (10), na Assembleia Legislativa de São Paulo, a segunda CPI da Merenda, proposta agora pelo líder do DEM, deputado Estevam Galvão. De acordo com o parlamentar, essa comissão agora é mais abrangente e vai apurar outros desdobramentos da suposta fraude.

Leia Mais: Fernando Cury apoia criação de CPI da Merenda e explica o que deverá ser investigado

Leia Ainda: Ministério Público abre inquérito para apurar falta de merenda em São Paulo

 “Essa segunda CPI é mais ampla, vai investigar o Governo do Estado, Prefeituras, a Coaf, outras cooperativas e demais pessoas ou agentes públicos envolvidos com supostos prejuízos aos cofres públicos e ao abastecimento da merenda em escolas estaduais. Nesta terça-feira, foram 74 assinaturas de deputados de diversos partidos políticos, inclusive do PSDB e aliados”, explicou Cury.

Essa nova proposta (já existe um pedido similar, mas com assinaturas insuficientes) pretende ser mais abrangente por incluir unidades de ensino atuantes em todo Estado de São Paulo, inclusive as escolas técnicas estaduais e federais.

A máfia da merenda é investigada pela Polícia Civil e pelo Ministério Público Estadual. Segundo as investigações, trata-se de um esquema de superfaturamento e pagamento de propina em contratos de fornecimento de merenda escolar no governo de Alckmin e em 22 prefeituras do interior. A apuração aponta desvios de 10% a 25% do valor das contratações em propinas repassadas pela Coaf a deputados federais, estaduais e funcionários do governo Alckmin e de prefeituras. A Justiça paulista determinou a quebra dos sigilos bancário e fiscal de Capez e de dois ex-assessores do governo estadual.

Deixe uma resposta