Suposto abuso de poder político e econômico gerou pedido de cassação da candidatura de Mário Pardini

Candidato do PSDB visitou obras da Pinacoteca ao lado de Secretário e divulgou nas redes sociais

por Sérgio Viana e Flávio Fogueral

A coligação Renova Botucatu (PR/ REDE/ PHS/PRP), encabeçada pelo vereador Reinaldinho protocolou na tarde de quarta-feira, 28, pedido de cassação do registro de candidatura de Mário Pardini (PSDB), da coligação Botucatu Mais Forte. O motivo seria o uso de acesso do candidato tucano a equipamento público em obras, o que caracterizaria uso indevido de poder econômico/político.

Segundo a assessoria jurídica da coligação Renova Botucatu, a denúncia ocorreu após o uso de imagens de visitas de Pardini – então pré-candidato do PSDB – a diversas obras promovidas pela atual gestão municipal, do seu colega de partido e principal cabo eleitoral João Cury Neto, entre elas o prédio do antigo Fórum, que seria a Pinacoteca. As visitas ocorreram no dia 7 de junho. Na ocasião, o candidato tucano teria usado imagens de sua visita na página oficial da campanha, no Facebook.

Pedido seria motivado pela visita do candidato tucano às obras da Pinacoteca, Biblioteca e Estação Ferroviária e o uso em sua propaganda.

Pedido seria motivado pela visita do candidato tucano às obras da Pinacoteca, Biblioteca e Estação Ferroviária e o uso em sua propaganda.

O advogado da coligação Botucatu Mais Forte, Antonio Jamil Cury Júnior, ressaltou que ainda não houve notificação oficial sobre o processo. “Acontece que protocolaram o processo e já enviaram à imprensa. O juiz nem se manifestou”, declara o advogado ao Notícias.Botucatu. “Entendo que nada impede o candidato de visitar obras em construção. Em 2008, o João (Cury) foi no meio de um matagal para anunciar uma obra, que hoje está concluída, o Fórum. Não vejo problema”, reforçou.

Para Júnior Cury, o problema existiria se a ‘máquina pública’, principalmente servidores, estivessem trabalhando em campanha para o candidato Mário Pardini. O fato do candidato registrar sua visita à futura Pinacoteca, acompanhado do Secretário Municipal de Cultura, Osni Ribeiro, não caracteriza tal favorecimento, argumentou. “Quem trabalhou a favor dele na obra? Ninguém. O fato de estar acompanhado não configura abuso [de poder político]”, concluiu.

A campanha tucana segue com suas atividades de campanha normalmente. Na noite de ontem (quarta-feira, 28), Pardini esteve em comício realizado na Vila dos Lavradores. Não comentou, em momento algum, sobre o pedido de cassação protocolado pela Coligação Renova Botucatu.

Os processos nº 0001086-37.2016.6.26.0026 e 0001085-52.2016.6.26.0026, classificados como Ação de Investigação Judicial Eleitoral, aguardam posicionamento da Justiça Eleitoral. Estes e mais outros processos eleitorais podem ser consultados de forma online no site do TRE.

 

Deixe uma resposta