Justiça detém candidato a vereador por “boca de urna” e flagra fiscais com adesivos de campanha

Caso ocorreu no Comerciários 3, onde José Varoli teria sido flagrado entregando “santinho” a um eleitor

da Redação com informações da Agência 14 News

O candidato a vereador José Varoli (PSD), da Coligação “Somos Todos Botucatu”, que tem como candidato Mário Ielo (PDT) foi detido na manhã deste domingo, 2, flagrado fazendo campanha eleitoral, a chamada “boca de urna”, o que é proibido por lei. O fato ocorreu na Escola Jonas Alves no Comerciários III.

A polícia militar foi acionada junto com representantes da Justiça Eleitoral. Varoli foi denunciado por um eleitor após ser flagrado entregando um panfleto, o famoso “santinho”. Josias Martins de Almeida Júnior e o promotor Eduardo Zacharias deram voz de prisão ao candidato, que foi encaminhado ao 1º Distrito Policial. Varoli prestou esclarecimento e assinou um Termo Circunstanciado. O caso será analisado pela Justiça Eleitoral.

Juiz flagrou fiscais com o adesivo de campanha e após conversa, a retirada dos materiais

Juiz flagrou fiscais com o adesivo de campanha e após conversa, a retirada dos materiais

Fiscais do PSDB com propagandas

A Justiça Eleitoral também advertiu membros da coligação “Botucatu Mais Forte”, que tem como candidato Mário Pardini (PSDB). Em frente ao largo da EECA, fiscais do partido estavam com adesivos da campanha. Este tipo de publicidade também é proibido pela legislação eleitoral. Após conversa entre o juiz e os fiscais, o caso foi resolvido com a retirada dos materiais.

Deixe uma resposta