João Cury Neto vota e afirma que irá criar equipe de transição para repassar tudo ao próximo Prefeito

Em 2012 foi ‘Corinthians e Palmeiras’, mas desta vez Cury vê forças políticas ‘pulverizadas’

joao-cury-voto-industrial

por Sérgio Viana

Ainda pela manhã, o Prefeito João Cury Neto (PSDB) esteve na Escola Industrial acompanhado pela esposa e filhos, onde votou no candidato que irá sucedê-lo a partir de 1° e janeiro de 2017. Até lá, Cury afirma que tudo estará pronto e a disposição para que o próximo gestor comece a trabalhar o mais rápido possível.

“Eu quero montar, daqui uns 15 ou 20 dias, uma equipe de transição para que o próximo Prefeito, seja quem for, seja atualizado de todas as informações que temos disponíveis. Não temos nenhum problema em abrir, em escancarar, a Prefeitura para que possa conhecer todos os números e não perder tempo na hora em que ele assumir”, revelou o tucano, que ainda reforçou que mesmo se for sucedido pelo candidato do PSDB deverá haver transição, mudança de equipes e do próprio modelo de gestão.

“Eu não quero tomar nenhuma medida, nesses próximos três meses, divorciado do próximo Prefeito. Eu acho muito ruim algumas armadilhas que são colocadas, após as eleições e até o Prefeito eleito assumir. Eu sofri muito na pele com isso depois que vencemos em 2008”, afirmou o Prefeito.

Sobre a campanha deste ano, que foi bem diferente da última que disputou em 2012, tanto pela nova legislação eleitoral – envolvendo calendário, orçamento e permissões de propaganda -, quanto pelo número maior de candidatos em 2016, João Cury elogiou a qualidade do debate entre todos e o respeito mútuo. “Gostei muito da campanha porque ela não ficou tão polarizada quanto em 2012, que foi como um Corinthians e Palmeiras. É importante ter espaço para outras ideias e novas propostas. Essa campanha foi mais tranquila, porque de certa forma ela pulverizou as forças políticas. Foi em alto nível, um nível muito bom de debate”.

“A reflexão neste momento não é dos avanços que tivemos até agora, eles estão aí, consolidados. Agora temos que projetar um novo momento, de qual a cidade que nós queremos e o que vamos fazer. Eu ouvi todos os candidatos e todos querem a mesma coisa. O que diferencia são os caminhos”, concluiu o Prefeito.

Deixe uma resposta