Ação eleitoral tenta impedir diplomação de Pardini e vereadores

João Cury, Antônio Caldas, Alessandra Lucchesi e André Peres também são citados

Prefeito João Cury com os pré-candidatos André Peres (vice) e Mário Pardini (prefeito), durante convenção do PSDB

Prefeito João Cury com os pré-candidatos André Peres (vice) e Mário Pardini (prefeito), durante convenção do PSDB

por Sérgio Viana

A 26ª Zona eleitoral de Botucatu recebeu nesta quinta-feira, dia 16 de dezembro, um novo pedido de ação de investigação por suposto abuso de poder político e econômico realizado por candidatos da coligação Botucatu Mais Forte. São citados e acusados os atuais prefeito e vice, João Cury Neto (PSDB) e Antônio Caldas (PCdoB), e os eleitos Mário Pardini (PSDB) e André Peres (PCdoB), além dos futuros vereadores Alessandra Lucchesi (PSDB) e Paulo Renato (PSC), que eram, respectivamente, Secretária Municipal de Educação e Coordenador da Defesa Civil de Botucatu.

A ação foi provocada ela coligação Somos Todos Botucatu, que disputou as eleições 2016 com Mário Ielo (PDT), ex-prefeito, candidato majoritário. De acordo com Ielo, trata-se de um pedido de investigação por parte da Justiça a uma série de atos desempenhados pelos acusados ainda como pré-candidatos. “Existiu uso indevido de veículo da Prefeitura; houve também o programa eleitoreiro – Meu Bairro de Cara Nova – feito para a valorização dos que ainda seriam candidatos; verbas foram destinadas a diversas entidades não previstas no orçamento de 2016, entre diversos outros atos. Agora compete à Justiça averiguar”, afirmou Mário Ielo ao site Notícias.Botucatu.

Mario_Ielo (12)O pedetista ainda cita como atos registrados na ação, abusos de poder como a doação de materiais de construção, adquiridos com recursos municipais, a cabos eleitorais e a presença dos pré-candidato Mário Pardini e André Peres na entrega da revitalização da Rua Amando de Barros, realizada há pouco tempo das eleições.

A reportagem do site Notícias.Botucatu entrou em contato com a assessoria do PSDB, partido integrante e líder da coligação acusada, Botucatu Mais Forte, mas até o momento não houve posicionamento por desconhecimento da ação.

A diplomação de Mário Pardini, André Peres, Paulo Renato, Alessandra Lucchesi e dos demais eleitos está prevista para acontecer na próxima segunda-feira, dia 19, no auditório da Fazenda Lageado

. A posse dos eleitos ocorre em 1° de Janeiro.

Deixe uma resposta