Hospital de Botucatu adia cirurgias para contenção de despesas

A suspensão do centro cirúrgico ocorre, segundo a direção do hospital, de 8 a 17 de novembro

da Agência 14 News

O Hospital Estadual de Botucatu suspendeu cirurgias aos pacientes que usam o serviço público na cidade. A decisão foi confirmada em um documento assinado por um diretor executivo e uma gerente do hospital estadual.

Segundo o documento de número 009/2017, o motivo dos adiamentos é a contenção de despesas neste período de restrição orçamentária do complexo do Hospital das Clínicas e Faculdade de Medicina na Unesp.

A suspensão do centro cirúrgico ocorre, segundo a direção do hospital, de 8 a 17 de novembro. Ficaram mantidos os procedimentos oncológicos. Ainda avisa o documento que os pacientes foram comunicados da decisão e todos serão reagendados.

A data do retorno do serviço aos pacientes e o tempo que o paciente vai precisar esperar para reagendar a cirurgia ainda não tinham sido divulgados. O Hospital Estadual foi inaugurado em abril de 2014 pelo governador do Estado para ajudar nos casos atendidos pelo Hospital das Clínicas com cirurgias de média complexidade.

Em 2016 o hospital realizou 6.379 cirurgias. A unidade tem 56 funcionários nas áreas Assistencial e Administrativa. O Estadual possui as seguintes Unidades: Quimioterapia, Internação Cirúrgica, Centro Cirúrgico, Cirurgia Ambulatorial, CME e Ambulatório.