Desembargadores negam agravo da Câmara de São Manuel contra o prefeito

Agravo referia-se à decisão da cassação do prefeito Ricardo Salaro, ocorrida em outubro de 2017

da Prefeitura de São Manuel

Os Desembargadores de Justiça do Tribunal de São Paulo julgaram na manhã desta segunda-feira, o Agravo de Instrumento impetrado pela presidência da Câmara Municipal de São Manuel, contra a liminar concedida pela doutora Érika de Figueiredo da 2ª. Vara de Justiça de São Manuel, que anulou a decisão de cassação do prefeito Ricardo Salaro, ocorrida em outubro de 2017.

Após ser comunicado do julgamento pelo seu advogado Dr. Tony Chalita, o prefeito Ricardo Salaro disse que sempre aguardou com serenidade a decisão da justiça e que o que mais deseja é a paz política para que possa continuar trabalhando pelo desenvolvimento da cidade.

“Temos que trabalhar, contando com a união e empenho de todos; quer da classe política, quer da população, quer dos nossos servidores municipais, para que São Manuel possa se desenvolver, gerar empregos, melhorar a qualidade de vida de todos. Chegou o momento de darmos um basta nas adversidades políticas, pararmos com os burburinhos, para que possamos convencer, inclusive, os empresários a instalarem suas indústrias aqui na cidade.  Precisamos de paz, para reconquistar a credibilidade junto aos investidores, junto aos nossos fornecedores e também junto a nossa população, que sabemos, não concorda com os rumos que as coisas tomaram nos últimos tempos, no campo político”, falou o prefeito.