Vereador pede descentralização na distribuição de cestas básicas

A Prefeitura distribui mensalmente, cestas básicas às famílias em situação de vulnerabilidade social

da Câmara de Botucatu

Atento às demandas da população mais carente da cidade, o vereador Cula [PSC] utilizou seu espaço durante o pequeno expediente da última sessão ordinária realizada na Câmara Municipal de Botucatu para encaminhar por meio de requerimento, um pedido para que a entrega de cestas básicas às famílias carentes deixe a região central e seja descentralizada pela cidade. O pedido recebeu o apoio dos demais legisladores.

O pedido foi encaminhado ao prefeito, Mário Pardini e à secretária municipal de Assistência Social, Sílvia Fumes e em sua ementa, pede para que ambos informem sobre a possibilidade de realizar estudos e “descentralizar” a entrega de cestas básicas a famílias carentes de Botucatu que hoje ocorre somente no Centro de Referência de Assistência Social [CRAS] localizado na área central da cidade, de forma que tal benefício possa ser retirado, também, nos CRAS situados em cada setor do município.

De acordo com o requerimento, a Prefeitura distribui mensalmente, cestas básicas às famílias em situação de vulnerabilidade social, ou seja, aquelas que não possuem condições financeiras de garantir seu próprio sustento. O objetivo é garantir que as necessidades alimentares e nutricionais dessas famílias sejam atendidas, para que os beneficiários passem a ser acompanhados pela Administração e inseridos em programas de inclusão social.

O vereador defende que ampliar os locais de entrega dos alimentos facilitaria a situação dos beneficiários, uma vez que os mesmos não possuem condições de deslocamento de longas distâncias. “Geralmente as cestas são disponibilizadas no Centro de Referência de Assistência Social localizado na área central de município e, para agilizar o processo e beneficiar as famílias atendidas, seria de extrema importância descentralizar a entrega de referidas cestas básicas de forma que as famílias assistidas possam buscar o benefício no CRAS localizado no setor onde residem”, justifica Cula.