MPF pede esvaziamento de barragem em Iaras por risco de rompimento

Reservatório de água fica no assentamento rural Zumbi dos Palmares e está em condição de abandono

do G1

O Ministério Público Federal (MPF) quer que o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e a União façam obras emergenciais para o esvaziamento de uma barragem em Iaras (SP).

Segundo o MPF, o reservatório de água fica no assentamento rural Zumbi dos Palmares e está em condição de abandono. Na ação civil pública, também foi pedido para que a Justiça determine a remoção das famílias que seriam atingidas se a estrutura cedesse.

Em outubro de 2018, técnicos do Departamento de Águas e Energia Elétrica de São Paulo (Daee) constataram que há risco de rompimento do reservatório e indicaram a necessidade de obras no local. No entanto, até agora, as únicas intervenções da estrutura foram feitas pela Prefeitura de Iaras, de maneira pontual.

O MPF quer que a União e o Incra sejam obrigados a fazer uma nova inspeção na barragem e, caso exista agravamento nos riscos, que as obras sejam iniciadas imediatamente.

De acordo com um laudo do Daee, todas as ações de segurança custariam cerca de R$ 1,9 milhão. O Incra diz que a solução mais barata seria o esvaziamento do reservatório, mas afirma que não possui R$ 261,5 mil necessários para a contratação deste serviço.