Jaú será cidade-sede da Copa São Paulo pela primeira vez

Fundada em 1853, Jaú viu nascer quase um século depois o time que levaria seu nome

da FPF

Cidade reveladora de talentos, Jaú está confirmada como sede da 51ª Copa São Paulo de Futebol Júnior. Distante cerca de 300 quilômetros da capital, o município de quase 150 mil habitantes viu grandes nomes da história do futebol brasileiro darem seus primeiros passos no Esporte Clube XV de Novembro, o principal time da cidade. Esta é a primeira vez que Jaú será sede da Copinha.

Confira a lista de cidades-sede confirmadas para a Copinha 2020:

>> Araraquara
>> Barueri
>> Bauru
>> Diadema

>> Franca
>> Indaiatuba
>> Itapira
>> Itu
>> Jundiaí
>> Marília
>> Porto Feliz
>> Sertãozinho
>> Taubaté

Fundada em 1853, Jaú viu nascer quase um século depois o time que levaria seu nome ao Estado de São Paulo, Brasil e Mundo afora. Parte pelo bom desempenho nas competições estaduais, mas também pelos talentos que vestiram sua camisa e mais tarde fariam história por diversas equipes, inclusive a Seleção Brasileira. De 1924, o XV de Novembro nasceu da fusão de diversas equipes que rivalizavam na cidade, mas tinham pouco êxito fora dela.

Duas décadas depois, com o advento da Lei do Acesso, o XV de Jaú passa a disputar competições da FPF e chega à elite pela primeira vez em 1952, onde permanece até 1959. Volta em 1977 e vive seu principal momento ao permanecer entre os grandes do estado até 1993. Disputou a elite pela última vez em 1996 e desde então oscila entre a segunda e a quarta divisão, disputada nessa temporada.

Neste período, diversos nomes importantes nasceram futebolisticamente no clube. Casos de Sormani, ponta-direita nascido em Jaú e que após atuar pelo time da cidade foi para o Santos e em seguida fez história no futebol italiano nas décadas de 1960 e 1970; e Afonsinho, que se destacou no XV na mesma época e depois atuou nos quatro grandes do Rio de Janeiro -fazendo história no Botafogo- e no próprio Santos. O meia se notabilizou especialmente por brigar pelos direitos dos atletas.

Mais tarde apareceram nomes como os do goleiro Marolla, jauense que se destacou com a camisa santista; o volante Wilson Mano, ídolo corintiano; e o lateral-direito Alfinete, que também fez sucesso no Corinthians e ainda jogou com destaque por Ponte Preta, Grêmio e Atlético Mineiro. Com história na Europa com as camisas do Monaco, Barcelona e Lyon, entre outros, Sonny Anderson fez a categoria de base no clube na década de 1980.

Já nos anos 90 surgiu a mais importante das revelações jauenses. Após atuar pelo XV de 1991 a 1994, Edmilson foi para o São Paulo onde fez história antes de ser titular da Seleção Brasileira pentacampeã do Mundo no Japão em 2002. Ele ainda passou pelo Barcelona após fazer história no Lyon. Ao retornar para o Brasil, jogou no Palmeiras e no Ceará. Tendo iniciado a carreira no clube na mesma época, o zagueiro Andrei jogou por Palmeiras, Flamengo, Fluminense, Atlético de Madrid e Santos, entre outros.

Mais recentemente, os jauenses Leandro Castán e Walter iniciaram suas trajetórias no XV e integram o elenco de grandes times nacionais. O primeiro, zagueiro, é titular do Vasco da Gama após passar por Roma e Corinthians; enquanto o segundo, goleiro, é reserva no gol corintiano, onde chegou em 2013.

A Copa São Paulo de Futebol Júnior é disputada em janeiro e a decisão acontece no dia 25, em comemoração ao aniversário da cidade de São Paulo. Com 128 equipes divididas em 32 grupos, tabelas e chaves da competição serão divulgados no mês de novembro.